Dilma reforça o palanque de Silval em Mato Grosso

A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, chega hoje (25) a Mato Grosso para pedir votos e reforçar a campanha à reeleição do governador Silval Barbosa (PMDB). Na sua primeira visita como candidata à sucessão do presidente Lula, a ex-ministra da Casa Civil terá uma extensa agenda a cumprir: encontros com aliados, …

25/08/2010 10:36



A candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, chega hoje (25) a Mato Grosso para pedir votos e reforçar a campanha à reeleição do governador Silval Barbosa (PMDB). Na sua primeira visita como candidata à sucessão do presidente Lula, a ex-ministra da Casa Civil terá uma extensa agenda a cumprir: encontros com aliados, carreatas e comícios, em Cuiabá e Rondonópolis.

Conforme agenda fornecida pelo comitê de campanha, Dilma chegará às 9h30, em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá). Ela virá num avião fretado pela coordenação nacional da campanha do PT, e estará acompanhada pelo presidente nacional do partido, José Eduardo Dutra, o ex-ministro Antônio Palocci (Fazenda), coordenador da campanha, e o deputado federal petista José Eduardo Cardozo (SP).

Em Rondonópolis, Dilma terá um encontro com o governador Silval Barbosa, o ex-governador e candidato ao Senado, Blairo Maggi (PR), o deputado Carlos Abicalil, presidente do PT/MT e também candidato a senador,  e da senadora Serys Slhessarenko, que disputa uma vaga na Câmara Federal.

Depois de uma coletiva de imprensa, a candidata participará de uma carreata pelas principais ruas e avenidas da cidade e visitará conjuntos habitaionais na periferia.

“Hoje, quem faz campanha para a presidente Dilma em Mato Grosso é nosso grupo”, disse o governador Silval Barbosa (PMDB), ontem, após a adesão de oito prefeitos do Araguaia à sua reeleição, em Cuiabá.

A declaração respondeu a uma pergunta sobre quem receberia o apoio da candidata à Presidência da República em Mato Grosso: se o grupo encabeçado por Silval ou o grupo do adversário do PSB, liderado pelo empresário Mauro Mendes e que vem afirmando que subiria no palanque de Dilma durante visita da presidenciável nesta quarta-feira.

“Vocês estão vendo quem tem palanque, quem fala da Dilma, quem trabalha pela Dilma, quem está com a campanha da Dilma na rua. É o nosso grupo político. A decisão é dela, se vai participar de outro palanque ou não. Agora, oportunismo existe em todos os lugares. A gente vê até o próprio candidato dizer, em 2008, que o nosso Governo era o melhor do mundo. Hoje, não presta mais. Então, é conveniência, é este tipo de coisa que a política não aceita mais”, disse Silval.

Dilma almoça em Rondonópolis. À tarde, ela estará em Cuiabá, para participar de uma reunião de apoio à candidatura de Silval, a partir das 14h30 no Ginásio de Esportes do Colégio São Gonçalo, no Centro da Cidade. 

Confira a programa da visita de Dilma Rousseff:

10h30 – Chegada em Rondonópolis
10h50 – Saída de carreata até a Praça dos Carreiros
13h00 – Almoço
14h00 -Chegada em Cuiabá. Carreata até o Ginásio São Gonçalo, no bairro Dom Aquino. Coletiva à imprensa.
16h00  – Aeroporto Marechal Rondon