Primeira-dama, Roseli tem se destacado em programas de TV

O programa eleitoral do governador Silval Barbosa (PMDB), candidato à reeleição, tem explorado a imagem da esposa dele, Roseli Barbosa. A primeira-dama ocupou até o papel de apresentadora de uma parte do horário eleitoral gratuito. Como já foi titular da Secretaria de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), Roseli fala das políticas sociais do …

29/08/2010 09:00



O programa eleitoral do governador Silval Barbosa (PMDB), candidato à reeleição, tem explorado a imagem da esposa dele, Roseli Barbosa. A primeira-dama ocupou até o papel de apresentadora de uma parte do horário eleitoral gratuito.

Como já foi titular da Secretaria de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), Roseli fala das políticas sociais do Estado e apresenta propostas pelo marido, conferindo um tom mais humano ao programa de Silval, que tem priorizado mostrar as grandes obras do governo Blairo Maggi (PR), do qual ele foi vice-governador por três anos e quatro meses, até assumir este ano.

Além da Secretaria, Roseli também esteve à frente da Sala da Mulher da Assembleia Legislativa quando Silval era o presidente daquela Casa. Agora ela só deixou a Setec para se dedicar à campanha.

O marqueteiro político Paulo Leite ressalta que a estratégia é importante para alcançar o eleitorado feminino, que hoje representa praticamente a mesma porcentagem de voto masculino.

Conforme informações do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), hoje o eleitorado feminino de Mato Grosso corresponde a 49,15% do total de eleitores. A situação é diferente do quadro nacional, onde as mulheres representam 51.82% dos eleitores.

Mas apesar de Silval usar mais a imagem da mulher, os outros candidatos também o fazem, lembra Paulo Leite, explicando que os candidatos estão bem assessorados nesse sentido. “O Mauro Mendes sempre fala que é casado com Virgínia, uma cuiabana. E o Wilson Santos também vai explorar a mulher em algum ponto, já que é uma arquiteta e ocupava uma secretaria na prefeitura de Cuiabá”, explica o marqueteiro.