Grupo anuncia investimento de cerca de 75 milhões de dólares em veículos e softwares em MT

Fortalecer diversos segmentos do Estado, tais como, segurança pública, defesa civil e meio ambiente. Para tanto, o governador Silval Barbosa e representantes da Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo 2014 (Agecopa) anunciaram na segunda-feira (30.08), no Palácio Paiaguás, o investimento de cerca de 75 milhões de dólares do grupo russo, Global …

31/08/2010 08:16



Fortalecer diversos segmentos do Estado, tais como, segurança pública, defesa civil e meio ambiente. Para tanto, o governador Silval Barbosa e representantes da Agência Estadual de Execução dos Projetos da Copa do Mundo 2014 (Agecopa) anunciaram na segunda-feira (30.08), no Palácio Paiaguás, o investimento de cerca de 75 milhões de dólares do grupo russo, Global Tech, em Mato Grosso. Na oportunidade, o grupo russo irá fabricar veículos e softwares de última tecnologia no Estado.

“O Governo do Estado e a Agecopa estão trabalhando para cada vez mais atrair investidores para Mato Grosso. Desta vez, teremos alta tecnologia no Estado visando a Copa do Mundo de 2014. Um investimento de grande proporção que irá gerar emprego e renda para a população mato-grossense”, afirmou o governador, destacando que um novo campo de investimento se abre em Mato Grosso. O grupo russo irá gerar de 100 a 120 empregos diretos no Estado.

Vale ressaltar que o escritório da Global Tech já está montado em Cuiabá, mas o grupo ainda não definiu o local da instalação da indústria de veículos e softwares em Mato Grosso. O secretário de Justiça e Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, enfatizou que o Governo do Estado está se preparando para a Copa de 2014, sendo que a entrada da empresa no Estado representa mais tecnologia e segurança pública para os mato-grossenses.

“O Governo do Estado e a Agecopa estão fortalecendo a segurança do Estado de Mato Grosso, agregando valores e melhorias no segmento”, disse o secretário Diógenes Curado, ressaltando os problemas encontrados na fronteira do Estado, uma vez que ela é rota do tráfico de drogas, armas e animais em Mato Grosso.

A intenção é de que a empresa fabrique veículos do tipo caminhão Kamaz com equipamentos modernos de radares e visores noturnos. Desta forma, os automóveis e softwares serão utilizados para reforçar o patrulhamento na fronteira do Estado, bem como na proteção ao meio ambiente (fauna e flora), prevenção de queimadas, e monitoramento urbano.