Governador confirma reunião com ministros em Brasília

O governador Silval Barbosa participa nesta segunda-feira (06.09) de uma série de reuniões com ministros em Brasília. A partir das 14h, Silval Barbosa se reúne com o ministro da Educação, Fernando Haddad, e o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilmar Mendes, para falar sobre uma possível instalação de uma escola federal de Ensino Técnico …

05/09/2010 19:11



O governador Silval Barbosa participa nesta segunda-feira (06.09) de uma série de reuniões com ministros em Brasília. A partir das 14h, Silval Barbosa se reúne com o ministro da Educação, Fernando Haddad, e o ministro do Superior Tribunal de Justiça, Gilmar Mendes, para falar sobre uma possível instalação de uma escola federal de Ensino Técnico no município de Diamantino (a 205 quilômetros da capital).

Já às 15h, o governador conversa com o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, para definir os novos rumos a respeito da continuidade da construção da Ferronorte até a capital mato-grossense. O Governo de Mato Grosso ficará responsável pelos estudos de viabilidade econômica da implantação após a desistência da empresa América Latina Logística (ALL), que era responsável pela construção.

A empresa confirmou na última terça-feira (31.08) a devolução dos trilhos ao Ministério dos Transportes, deixando ao cargo do Governo Federal a autorização de novas concessões para a garantia da retomada nos trechos que ligam Rondonópolis a Cuiabá, Porto Velho e Santarém.

Outra preocupação do Governo do Estado é a celeridade na ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, em Cuiabá. Silval Barbosa buscará junto ao ministro dos Transportes a garantia de que as obras estarão concluídas até dezembro de 2012, para buscar a participação de Cuiabá na Copa das Confederações, em 2013.

Às 17h, Silval Barbosa também se reúne com o presidente da Infraero, Murilo Marques Barboza. A proposta é que o Governo intervenha na construção do aeroporto, orçada em R$ 87.5 milhões.

O não cumprimento dos prazos da Fifa pode gerar prejuízos econômicos e sociais a Mato Grosso, prejudicando os investimentos financeiros do Estado, além de comprometer o trabalho realizado pelo Governo para Copa do Mundo de 2014. As previsões da Infraero são de possível operacionalização do aeroporto no mês de maio de 2013. Qualquer atraso neste prazo comprometeria a possibilidade de Cuiabá se candidatar como sede da Copa das Confederações.