Após dissidência no DEM, Silval anuncia apoios do PTB

O governador Silval Barbosa (PMDB), candidato à reeleição, anuncia, nesta quarta-feira (8), a adesão de lideranças do PTB à sua campanha eleitoral. Os dissidentes, cujos nomes não foram revelados, integram a base aliada do ex-prefeito de Cuiabá, o tucano Wilson Santos, em aliança com o PSDB e o DEM. O anúncio será feito às 16h, …

08/09/2010 12:19



O governador Silval Barbosa (PMDB), candidato à reeleição, anuncia, nesta quarta-feira (8), a adesão de lideranças do PTB à sua campanha eleitoral. Os dissidentes, cujos nomes não foram revelados, integram a base aliada do ex-prefeito de Cuiabá, o tucano Wilson Santos, em aliança com o PSDB e o DEM.

O anúncio será feito às 16h, no comitê de Silval, no bairro Jardim das Américas. Em Mato Grosso, o PTB é presidido pelo prefeito da Capital, Chico Galindo, aliado de Wilson Santos.

Os petebistas vão somar com a adesões de seis prefeitos do DEM ao projeto reeleitoral de Silval Barbosa.

No dia 26 do mês passado, o prefeito de Alto Taquari (Sul de MT), Maurício Joel de Sá (DEM) manifestou oficialmente seu apoio ao governador. Na ocasião, o presidente do DEM e ex-prefeito de Alto Taquari por três mandatos, Lairto Sperandio (DEM), também reforçou o apoio ao bloco governista.

Um dia antes da visita da presidenciável do PT, Dilma Rousseff, a Cuiabá, para reforçar o palanque do próprio Silval, o candidato ganhou o apoio de outros quatro prefeitos: Eurípedes Neri Vieira, de Santa Cruz do Xingu, Gilberto Mendes Leoncini, de São José do Xingu, Aldecides Milhomem, de Alto Boa Vista, e Aloísio Irineo Jakoby, de Bom Jesus do Araguaia.

Todos os prefeitos são filiados ao DEM, cuja cúpula prometeu expulsá-los por infidelidade.