Grupo do PTB troca Wilson por Silval

O governador Silval Barbosa (PMDB) anunciou ontem a adesão de 19 lideranças municipais do PTB à sua campanha à reeleição. O partido está inserido na coligação “Senador Jonas Pinheiro”, encabeçada pelo candidato Wilson Santos (PSDB). Entre os petebistas, Silval destacou que conta agora com apoio do prefeito de Nova Xavantina, Gercínio Caetano Rosa, e do …

09/09/2010 09:51



O governador Silval Barbosa (PMDB) anunciou ontem a adesão de 19 lideranças municipais do PTB à sua campanha à reeleição. O partido está inserido na coligação “Senador Jonas Pinheiro”, encabeçada pelo candidato Wilson Santos (PSDB). Entre os petebistas, Silval destacou que conta agora com apoio do prefeito de Nova Xavantina, Gercínio Caetano Rosa, e do ex-prefeito de Poconé, Clóvis Damião.

“Cerca de 70% do partido está comigo. Aqui não houve barganha. Os maiores líderes do PTB estão no meu projeto espontaneamente, por uma questão de afinidade”, afirmou o governador. Ele realizou um ato formal, na sede do comitê de campanha da coligação “Mato Grosso em Primeiro Lugar”, para tornar público o apoio dos petebistas.

Na lista dos neo-aliados de Silval também consta o ex-secretário municipal de Habitação da gestão Wilson Santos, João Vieira; o ex-presidente do diretório municipal de Cuiabá, Marco Túlio; e o ex-vereador e ex-presidente da Executiva Municipal do PTB em Várzea Grande, Ismael Alves.

Silval se comprometeu a ajudar na estruturação do PTB e disse ainda que a proximidade com o partido irá ajudar no relacionamento do governo com a prefeitura da Capital, que está sob a gestão do presidente da legenda Chico Galindo (PTB).

Até o momento, o peemedebista arrebanhou 19 gestores municipais ligados aos seus adversários, o ex-prefeito Wilson Santos e o empresário Mauro Mendes (PSB). São oito prefeitos do DEM, seis do PPS, três do PDT, um do PTB e outro do PSDB. “O apoio do PTB não é novidade. Nosso relacionamento existe desde 2006. O mesmo ocorre com o DEM. Por isso que a maioria dos prefeitos deles já está conosco”, reforçou.

O primeiro-vice-presidente do PTB, Homero Florisbelo, confirmou que o partido está “quase na totalidade” com o governador Silval. “Não queremos cargo no governo, nem troca de favores. Nosso único interesse está em participar do processo de interiorização do governo, já que este governo é municipalista”, justificou o líder partidário.

Ele ressaltou que não há qualquer deliberação que os obrigue a fazer campanha para Wilson Santos. Segundo Homero, o presidente nacional do PTB, Roberto Jefferson, encaminhou uma portaria orientando o partido a priorizar seus candidatos a deputado estadual e federal. “Com isso, estamos dando foco nas candidaturas proporcionais e também na candidatura de Antero Paes de Barros para senador, porque o seu suplente é petebista. Para governador, estamos livres”, complementou.

Florisbelo pontuou ainda que o atual dirigente do partido foi informado sobre o apoio ao candidato do PMDB pelo vereador pela Capital, Júlio Pinheiro (PTB). “Galindo não disse nada. Ele faz a parte dele e nós fazemos a nossa. A verdade é que nosso partido embarcou um projeto na Capital e se esqueceu do interior que é a alma deste grupo”, finalizou Homero, afastando hipótese de sanção aos insubordinados.