MPE rejeita denúncia; fiasco compromete Deucimar

O fiasco em que se tornou a denúncia de suposta negociata na recente eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, feita pelo presidente do Legislativo cuiabano, vereador Deucimar Silva (PP), o colocou na mira dos demais colegas. Conforme MidiaNews apurou, o progressista estaria se escondendo e, não bastasse isso, ainda corre o risco de …

17/09/2010 15:39



O fiasco em que se tornou a denúncia de suposta negociata na recente eleição da Mesa Diretora da Câmara de Cuiabá, feita pelo presidente do Legislativo cuiabano, vereador Deucimar Silva (PP), o colocou na mira dos demais colegas. Conforme MidiaNews apurou, o progressista estaria se escondendo e, não bastasse isso, ainda corre o risco de ser acionado na Comissão de Ética.

O que seria uma “bomba”, como anunciado por Deucimar, o DVD com supostas imagens de vereadores recebendo dinheiro para eleger Júlio Pinheiro (PTB) presidente da Câmara, no último dia 1º, foi desqualificado pelo Ministério Público Estadual (MPE). O promotor Gilberto Gomes, ao analisar as imagens, afirmou que não há “elementos suficientes para provas as acusações de compra de voto”.

Deucimar tem até o próximo dia 23 (quinta-feira que vem) para entregar cópias do famoso DVD, que, segundo ele, continha “imagens comprometedoras” acerca da eleição de Júlio Pinheiro.

O presidente eleito faz parte do grupo opositor ao projeto de situação, que tinha Adevair Cabral (PDT) como candidato patrocinado por Deucimar. O atual presidente terá que entregar cópias por força de um requerimento proposto pelo vereador Antônio Fernandes (PSDB), que recebeu 10 assinaturas.

Fernandes adiantou que, caso o DVD a ser entregue por Deucimar não contenha as informações propagadas por ele, a situação do presidente deve se complicar.

O progressista podeaté ser acionado junto à Comissão de Ética por quebra de decorro parlamentar. “Se o DVD não for nada do que ele disse, ele mentiu em Plenário. E, certamente, será acionado”, disse o vereador tucano.

Quanto a essa possibilidade, que já era ventilada por vários parlamentares, de que tudo não passou de uma armação de Deucimar, ao blefar por antever a derrota de Adevair, Fernandes criticou o presidente.

“Isso só é uma prova de que o vereador Deucimar Silva não está preparado para administrar o Legislativo. Tudo o que ele faz é jogar para a platéia, visando à sua eleição para deputado estadual. Como uma pessoa dessa quer ser deputado?”, indagou.

MPE

O polêmico DVD foi entregue ao Ministério Público Estadual por Deucimar, após a Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Cuiabá requisitar as imagens.

A requisição foi feita com base em declarações do próprio vereador, que cancelou a sessão extraordinária na qual seria escolhido o seu sucessor (no dia 25 do mês passado), de maneira intempestiva, sem qualquer base jurídica ou regimental.

Ao assistir o DVD, o promotor Gilberto Gomes revelou que existem sinais de edição das imagens e a gravação não possui áudio. Pela fragilidade das provas, o promotor não tomou a decisão de propor a ação civil pública contra os vereadores por improbidade administrativa.

A gravação mostra o vereador Leve Levi (PP) conversando com um interlocutor, que tem a imagem borrada. Ainda mostra uma mão pegando um maço de dinheiro, em um outro quadro de imagem. O MPE vai encaminhar as imagens para perícia, que deve ser concluída em 20 dias.