Silval lidera a caravana ‘pró-Dilma’

O governador Silval Barbosa (PMDB) liderou ontem uma caravana de peemedebistas mato-grossenses que discutiram, em Brasília, estratégias para a campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) nos estados. Governadores, senadores e deputados do PMDB de todo o Brasil somam esforços para assegurar a eleição da petista no segundo turno. Silval proferiu a palavra na reunião convocada …

07/10/2010 09:10



O governador Silval Barbosa (PMDB) liderou ontem uma caravana de peemedebistas mato-grossenses que discutiram, em Brasília, estratégias para a campanha da presidenciável Dilma Rousseff (PT) nos estados. Governadores, senadores e deputados do PMDB de todo o Brasil somam esforços para assegurar a eleição da petista no segundo turno. Silval proferiu a palavra na reunião convocada pelo candidato a vice-presidente Michel Temer (PMDB). “São apenas 24 dias de campanha. Fomos a Brasília garantir que o partido vai pegar firme em Mato Grosso para elegermos Dilma presidente”, afirmou Silval.

O governador antecipou que a coordenação nacional de campanha de Dilma programa uma nova visita da petista a Mato Grosso, que subiu ao seu palanque durante a campanha no primeiro turno. Michel Temer também deve fazer campanha no Estado antes do dia 31 de outubro.

Acompanhou Silval na reunião da executiva nacional do PMDB o deputado federal Carlos Bezerra, a deputada estadual eleita Tetê Bezerra e o deputado Adalto de Freitas, o Daltinho.

Tão logo foi reeleito, o governador Silval convocou os prefeitos da base aliada para uma reunião ampliada que irá tratar da campanha da presidenciável.

Nesta quinta-feira, líderes de PMDB, PT, PR, e até mesmo do PSB e PDT, que apoiaram a candidatura de Mauro Mendes (PSB) no Estado, se encontram no Palácio Paiaguás para traçar estratégias com a finalidade de reverter o maior índice de aprovação do candidato José Serra (PSDB), que concorre no segundo turno com Dilma. No primeiro turno, o tucano conquistou mais votos que a petista no Estado.

Silval Barbosa defende que a eleição da pretensa sucessora do presidente Lula (PT) irá assegurar investimentos em infraestrutura para o Estado, já que o candidato a vice-presidente faz parte de seu partido. “Precisamos unir forças para que Dilma seja eleita. Sou governador do PMDB e o vice da Dilma é do meu partido. O governo tem uma relação forte com a União e as portas vão se abrir ainda mais com a vitória da candidata”, defende o governador.

Silval Barbosa disse ainda que aguarda definição da coordenação nacional sobre sua atuação neste segundo turno. Ele não confirma que será coordenador estadual da campanha presidencial, mas garante que irá trabalhar com cabos eleitorais de peso, como o senador eleito Blairo Maggi (PR).

Além de Maggi, o governador espera contar ainda com a coordenação estadual, com a bancada de deputados estaduais e federais eleitos e, ainda, os suplentes. “Vamos unir também os vereadores e lideranças dos partidos aliados. Esses apoios são de suma importância para a vitória da companheira Dilma, na sucessão do presidente Lula”, finalizou o governador. Não está descartada contratação de cabos eleitorais, bem como a realização de carreatas, comícios e outros atos de campanha ‘pró-Dilma’. A definição da agenda deve ocorrer ainda nesta semana.