Personagem foi marco na propaganda eleitoral

A astúcia do deputado federal Wellington Fagundes (PR) também pôde ser conferida na campanha das eleições de 2010, principalmente durante o horário eleitoral gratuito na televisão e rádio. Com um linguajar simples, o aposentado Luiz Nunes virou o principal cabo eleitoral do republicano. Nas gravações, Luiz suprimiu letras do nome do parlamentar, que virou “Uélton” …

13/10/2010 10:09



A astúcia do deputado federal Wellington Fagundes (PR) também pôde ser conferida na campanha das eleições de 2010, principalmente durante o horário eleitoral gratuito na televisão e rádio. Com um linguajar simples, o aposentado Luiz Nunes virou o principal cabo eleitoral do republicano. Nas gravações, Luiz suprimiu letras do nome do parlamentar, que virou “Uélton” numa pronúncia que ecoou favoravelmente ao deputado.

“Conhece o Uélton? Olha o voto do Uélton”, dizia Luiz em frases que foram aos poucos assimiladas pela massa, dando maior campo de abrangência para sua reeleição. A forma de propaganda se transformou numa espécie de slogan da campanha vitoriosa.

Ao analisar a repercussão da propaganda, o parlamentar lembra que a escolha de seu nome feita pelo pai, João Fagundes, foi “sofisticada”. “As pessoas às vezes êm dificuldade de pronunciar o nome Wellington porque é sofisticado, americano”, comenta. O principal cabo eleitoral do parlamentar reside no município de Pedra Preta e é também um dos beneficiários de políticas públicas, implementadas pelo deputado, de apoio aos idosos.

Durante o primeiro mandato na Câmara Federal, Wellington assegurou a instituição da Política Nacional do Idoso, que criou o Estatuto do Idoso no Brasil. Na prática, a lei assegura benefício para idosos com mais de 65 anos e portadores de necessidades especiais através da prestação continuada. A lei hoje garante para mais de quatro milhões de pessoas acesso ao valor aproximado de um salário mínimo por mês. Uma aposentadoria para aqueles que não contribuíram com o sistema previdenciário pela falta da carteira de trabalho.

IDOSO –

“Tenho grande identificação com o idoso e com as crianças, por causa das ações feitas em favor deles”, analisa. O benefício garantido pela legislação se transformou em elo entre Luiz Nunes e Wellington. O aposentado mantém uma relação de proximidade e de admiração em relação ao trabalho desenvolvido pelo parlamentar dirigido principalmente para os idosos.