Agro Amazônia é única de MT a fazer parte do ranking

A Agro Amazônia foi a única empresa de Mato Grosso a fazer parte do ranking de 2010 das “150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”, organizado em nível nacional pelas revistas Você S/A e Exame, da editora Abril. Duas unidades da empresa mato-grossense foram premiadas, A Agro Amazônia Produtos Agropecuários, de Cuiabá, e a Agro Amazônia …

14/10/2010 15:35



A Agro Amazônia foi a única empresa de Mato Grosso a fazer parte do ranking de 2010 das “150 Melhores Empresas para Você Trabalhar”, organizado em nível nacional pelas revistas Você S/A e Exame, da editora Abril. Duas unidades da empresa mato-grossense foram premiadas, A Agro Amazônia Produtos Agropecuários, de Cuiabá, e a Agro Amazônia Sistemas Mecanizados, com sede em Tangará da Serra.

O ranking levou em consideração três índices: a percepção dos funcionários, que teve peso de 70%; as práticas da empresa, com 20%; e a nota do jornalista que visitou as empresas, que valeu 10%. Os questionários respondidos pelos funcionários tinham 64 questões sobre diversos temas, como o trabalho em equipe, treinamentos, ambiente de trabalho e satisfação salarial.

A Agro Amazônia Produtos Agropecuários recebeu nota final de 74,9. Essa nota é chamada de “Índice de Felicidade no Trabalho”. A empresa possui 255 funcionários, sendo 44 executivos. A nota final dos funcionários (Índice de Qualidade no Ambiente de Trabalho) foi de 84,8. E a nota da empresa (Índice de Qualidade na Gestão de Pessoas) foi de 47,4.

Segundo o ranking, 91,5% dos funcionários disseram se identificar com a empresa; 84% disseram estar satisfeitos e motivados; 81,2% acreditam no desenvolvimento e 85,2% aprovam seus líderes. Esta é a nona vez que a empresa faz parte do ranking (em 2001 e entre 2003 e 2010).

Já a Agro Amazônia Sistemas Mecanizados teve as seguintes notas: 74,3 de Índice de Felicidade no Trabalho; 85,8 de Nota do Funcionário; e 42,5 de Nota da Empresa. Um total de 92,4% de seus funcionários afirmaram se identificar com a empresa; 84,9% disseram estar satisfeitos e motivados; 84,7% disseram que acreditam no desenvolvimento e 83,7% aprovam seus líderes.

A empresa possui 178 fucnionários, sendo 34 executivos. É a terceira vez que a unidade de Tangará faz parte do ranking da Você S/A e Exame.

“Estamos no caminho certo”

“Para a Agro Amazônia é motivo de orgulho e enorme satisfação obter esses resultados. O ranking mostra que estamos no caminho certo na área de gestão de pessoas e nos estimula a investir ainda mais em uma equipe de funcionários capacitados, treinados e satisfeitos com a empresa”, afirmou Roberto Motta, diretor da empresa.

Ele afirmou que o resultado da pesquisa reflete a política de relacionamento com os funcionários. “O trabalho das revistas Você S/A e Exame é extremamente profissional, além de rigoroso e muito ético em seus resultados. Eles só falam com os funcionários, desde a copeira até os gerentes. Os proprietários sequer são entrevistados. Por isso, o resultado reflete a realidade sobre a satisfação dos funcionários em trabalhar na Agro Amazônia”, afirmou.

Segundo o executivo, o ranking foi feito em duas etapas. “Primeiro foi enviado um questionário para todos os funcionários da Agro Amazônia. Como a empresa foi classificada na primeira fase, eles selecionaram trinta funcionários para uma entrevista pessoal. Uma equipe de São Paulo veio a Cuiabá e entrevistou 60 funcionários, 30 de Cuiabá e 30 de Tangará. Depois, foi dada uma nota para as empresas, e as classificadas foram as que receberam as 150 melhores notas”, afirmou. Um um evento em São Paulo, no último dia 8 de setembro, reuniu as empresas vencedoras.

Roberto Motta explicou que para participar do ranking a empresa tem que ter mais de 100 funcionários e mostrar interesse em passar pelos procedimentos da pesquisa. “Eles não cobram nada, nem pra se inscrever. Não tivemos nenhum gasto. Até a festa de gala, em São Paulo, foi por conta das revistas”, afirmou.

Unimed Cuiabá fica de fora

Outra empresa que participou do ranking 2010 da Você S/A e Exame foi a Unimed Cuiabá. Durante três anos, a empresa obteve bons resultados e foi classificada entre as 150 melhores. Neste ano, porém, a avaliação final da empresa não foi o suficiente para fazê-la repetir o feito.