PSDB de Serra deixou estradas de MT sucateadas, diz Dilma

A candidata a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), desmontou o discurso do adversário José Serra (PSDB) no assunto infraestrutura, que foi discutido durante debate realizado pela Rede TV!, em parceria com o jornal Folha de São Paulo, na noite de ontem (17). Serra tentou dizer que o Governo do PT não tinha feito nada …

18/10/2010 16:12



A candidata a presidente da República, Dilma Rousseff (PT), desmontou o discurso do adversário José Serra (PSDB) no assunto infraestrutura, que foi discutido durante debate realizado pela Rede TV!, em parceria com o jornal Folha de São Paulo, na noite de ontem (17).

Serra tentou dizer que o Governo do PT não tinha feito nada pela logística do país, citando como exemplo Mato Grosso, onde seria mais caro mandar a soja para o porto de Paranaguá (PR) do que para a China.

“No caso específico de Mato Grosso, recuperamos as estradas que recebemos sucateadas do Governo FHC, do qual Serra foi ministro do Planejamento e da Saúde. Mas não fizemos só isso, foi feito também todo um planejamento para escoar a soja por meio de hidrovias e ferrovias, que é o ideal”, apontou Dilma.

Quem estava em Mato Grosso na época do Governo tucano lembra que a infraestrutura foi uma das áreas mais abandonadas. Um caso que exemplifica bem isso é a BR 163, que corta Mato Grosso em direção ao Pará. O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso esteve no estado diversas vezes e prometeu a conclusão da rodovia, mas nunca o fez.

Segundo Dilma, também causa estranheza a pergunta porque o programa de governo de Serra fez uma listagem das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que é do PT, e diz que vai dar continuidade. “Eu não acredito, porque ele (Serra) tem mania de interromper as obras de seus antecessores, inclusive foi o que fez em São Paulo, com Geraldo Alckmin (do próprio partido)”, disse.

A candidata do PT lembrou ao adversário que, além do progresso alcançado em termos de estradas, já foi lançado o projeto de construção da ferrovia Centro-Oeste, que vai ligar a cidade de Uruaçu, em Goiás, a Lucas do Rio Verde, em Mato Grosso. Essa ferrovia, por sua vez, fará a ligação com outros trilhos, da Norte/Sul, melhorando as condições de escoamento da safra do Centro-Oeste.

“Assim, será feita a interligação com todos os portos brasileiros. Eu entendo que o senhor não saiba disso, porque seu conhecimento da infraestrutura do Brasil não é tão profundo”, alfinetou Dilma.

O Governo Lula investiu nos últimos três anos R$ 2,4 bilhões em estradas federais em Mato Grosso, sendo R$ 800 milhões para manutenção e R$ 1,6 milhões para construção de novas rodovias.

Já o PSDB de Serra, deixou de herança estradas sucateadas, ausência de investimentos, parte das safras do maior produtor de grãos do país perdida, prejuízos materiais e alto índice de acidentes por conta das más condições de trafegabilidade.