Bradesco tem lucro recorde no 3º trimestre: R$ 2,5 bi

O lucro do Bradesco de R$ 2,527 bilhões no terceiro trimestre deste ano é o maior da historia registrado por um banco de capital aberto brasileiro para o período, segundo levantamento da consultoria Economática divulgado nesta quarta-feira. A instituição bancária divulgou hoje o resultado e deu início à temporada de resultados financeiros do setor. O …

27/10/2010 12:11



O lucro do Bradesco de R$ 2,527 bilhões no terceiro trimestre deste ano é o maior da historia registrado por um banco de capital aberto brasileiro para o período, segundo levantamento da consultoria Economática divulgado nesta quarta-feira.

A instituição bancária divulgou hoje o resultado e deu início à temporada de resultados financeiros do setor. O lucro apresentou crescimento de 39,5% sobre o mesmo período do ano passado e de 5,1% sobre o período entre abril e junho.

O lucro ajustado, que desconta os efeitos extraordinários como venda de participações em empresas e provisões para perdas com planos econômicos, ficou em R$ 2,518 bilhões no período de julho a setembro, crescimento de 40,3% sobre o mesmo trimestre de 2009.

O lucro líquido ajustado no acumulado do ano foi de R$ 7,12 bilhões (variação de 23,9% em relação ao lucro líquido ajustado de R$ 5,74 bilhões no mesmo período de 2009).

No final de setembro, a carteira de crédito do terceiro maior banco privado brasileiro ficou em R$ 255,61 bilhões, em alta de 18,6% sobre o final de setembro de 2009 –período em que a concessão de crédito ainda se recuperava da escassez de recursos causada pela crise econômica internacional.

As operações com pessoas físicas totalizaram R$ 92,90 bilhões — crescimento de 23% — enquanto as operações com pessoas jurídicas somaram R$ 162,71 bilhões (crescimento de 16,2%).

A inadimplência, por sua vez, caiu para 3,8% no final do terceiro trimestre, contra 5% no mesmo período do ano passado. No balanço de junho, a taxa havia ficado em 4%, surpreendendo o banco, que só esperava este patamar no fim deste ano. Antes da crise, os atrasos eram de 3,4%.

O valor de mercado do Bradesco em 30 de setembro de 2010 era de R$ 114,51 bilhões, ressaltando que as cotações das suas ações preferenciais tiveram valorização de 19,6% nos últimos 12 meses.

Os ativos totais em setembro deste ano registraram saldo de R$ 611,90 bilhões, crescimento de 26% em relação ao mesmo período de 2009.

O patrimônio líquido em setembro de 2010 somou R$ 46,11 bilhões, 18,6% superior a igual período do ano anterior.

Maiores lucros de banco brasileiros no 3º trimestre

A pesquisa da Economática aponta os melhores resultados de bancos de capital aberto brasileiros em um terceiro trimestre e o ano em que ele ocorreu:

1º Bradesco – R$ 2,527 bi (2010)
2º Itaú Unibanco – R$ 2,428 bi (2007)
3º Itaú Unibanco – R$ 2,268 bi (2009)
4º Brasil – R$ 1,979 bi (2009)
5º Bradesco – R$ 1,910 bi (2008)
6º Brasil – R$ 1,867 bi (2008)
7º Itaú Unibanco – R$ 1,848 bi (2008)
8º Bradesco – R$ 1,811 bi (2009)
9º Bradesco – R$ 1,810 bi (2007)
10º Brasil – R$ 1,438 bi (2005)