Câmara faz homenagem a Pedro Taques

O senador eleito de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), recebeu uma moção de aplausos ontem na Câmara Municipal de Cuiabá do correligionário, vereador Adevair Cabral, do mesmo partido. O parlamentar trabalhou na campanha da chapa majoritária da qual Taques fez parte. Ele foi o candidato mais votado da Baixada Cuiabana na eleição 2010. Dos 708.440 …

27/10/2010 11:49



O senador eleito de Mato Grosso, Pedro Taques (PDT), recebeu uma moção de aplausos ontem na Câmara Municipal de Cuiabá do correligionário, vereador Adevair Cabral, do mesmo partido. O parlamentar trabalhou na campanha da chapa majoritária da qual Taques fez parte.

Ele foi o candidato mais votado da Baixada Cuiabana na eleição 2010. Dos 708.440 votos que recebeu, 299.882 foram apenas da Capital e de Várzea Grande.

Todos os vereadores parabenizaram o ex-procurador pela vitória e pelo histórico no Ministério Público Federal (MPF).

Até o começo deste ano Taques era membro do MPF, lotado em São Paulo. Antes, porém, foi o chefe do Ministério Público em Mato Grosso, sendo um dos principais responsáveis pela operação Arca de Noé, que levou à prisão o bicheiro João Arcanjo Ribeiro, chefe do crime organizado em Mato Grosso.

Tendo no currículo grandes causas de defesa no Ministério Público, Taques conquistou seus eleitores com discurso de combate à corrupção. Ele vai trabalhar, por exemplo, pelo fim da imunidade parlamentar.

Durante a cerimônia da Câmara, o senador eleito agradeceu a votação recebida na Capital e lembrou que sua família é tradicionalmente cuiabana, chegou à cidade em 1720 com a senhora Balbina. Ele ainda se recordou da infância simples, vivida no bairro do Porto, e das escolas por quais passou, como Liceu Cuiabano e Escola Técnica Federal (ETF), hoje Instituto Federal de Educação Tecnológica. Taques disse que vai orgulhar os cidadãos com o mandato e honrar cada voto que recebeu.