Alterações na diretoria devem ser definidas ainda em novembro

 Após a renúncia de Adilton Sachetti da presidência da Agecopa, o governador reeleito Silval Barbosa (PMDB) deu início a uma reforma no órgão. Apesar de já ter declarado que terá uma participação mais efetiva na tomada de decisões e manterá os atuais seis diretores na agência, a reestruturação depende de mudanças na lei. Para isso, …

31/10/2010 10:12



 Após a renúncia de Adilton Sachetti da presidência da Agecopa, o governador reeleito Silval Barbosa (PMDB) deu início a uma reforma no órgão. Apesar de já ter declarado que terá uma participação mais efetiva na tomada de decisões e manterá os atuais seis diretores na agência, a reestruturação depende de mudanças na lei. Para isso, uma comissão especial foi criada junto à Procuradoria Geral do Estado para elaborar o material técnico da mensagem que será encaminhada ao Legislativo.

   “Com certeza absoluta as definições serão concluídas neste ano. Ainda neste mês de novembro quero ver, se possível, essa mensagem aprovada. A Assembleia está empenhada e, assim que o projeto chegar à Casa, será tratado com prioridade”, assegurou o governador em entrevista ao Programa Cidade Independente na última quinta (28).

   De acordo com ele, mesmo durante esse período de reestruturação, os trabalhos não param. “Eu agradeço o tempo que Sachetti ficou à frente da Agecopa, inclusive durante sua estruturação, mas com sua renúncia, a agência não vai parar. Os compromissos firmados com o governo continuam”, explicou, ressaltando que as alterações foram necessárias, inclusive com sugestões dos próprios diretores. “É um projeto com uma responsabilidade enorme, não podemos sofrer prejuízo em nada”, destacou.

   Na reestruturação do órgão devem ser definidas questões sobre a gestão do órgão, como extinção da figura do presidente, passando as decisões a serem tomadas de maneira colegiada pelos seis diretores, com voto minerva do governador, além de abordar a dotação orçamentária de cada diretoria, definindo quem serão os responsáveis pela execução do orçamento.