Diretor da Previdência é multado pelo TCE por gastos ilegítimos

Apesar de ter aprovado as contas referentes ao exercício de 2009 do Fundo de Previdênbcia Social de Nova Olímpia, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) multou o diretor Adilson Alves Pessoa em R$ 2,3 mil e determinou que ele restituísse aos cofres públicos em R$ 8,3 mil gastos com despesas ilegítimas. Ele terá o …

03/11/2010 16:25



Apesar de ter aprovado as contas referentes ao exercício de 2009 do Fundo de Previdênbcia Social de Nova Olímpia, o Tribunal de Contas do Estado (TCE) multou o diretor Adilson Alves Pessoa em R$ 2,3 mil e determinou que ele restituísse aos cofres públicos em R$ 8,3 mil gastos com despesas ilegítimas. Ele terá o prazo de 15 dias para cumprir a sentença. Além das despesas, o atraso no envio de informações ao Tribunal foi um dos motivos dados pelo conselheiro relator do caso, Alencar Soares, para a aplicação da multa. O Pleno do Tribunal determinou ainda que o fundo divulgue por meio da internet as informações que sejam pertinentes aos assegurados, além das decisões do TCE sobre a gestão do órgão.