Pecuaristas de Mato Grosso já estão vacinando o gado contra febre aftosa

A última etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em todo Mato Grosso, que tem o maior rebanho bovino e bubalino do país com cerca de 27.240 cabeças. O objetivo é que o Estado entre no 16º ano com o status de livre da contaminação da febre aftosa, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde …

04/11/2010 09:52



A última etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa em todo Mato Grosso, que tem o maior rebanho bovino e bubalino do país com cerca de 27.240 cabeças. O objetivo é que o Estado entre no 16º ano com o status de livre da contaminação da febre aftosa, reconhecida pela Organização Mundial de Saúde Animal. O lançamento oficial da campanha será nesta sexta-feira, às 9 horas, na fazenda Taj Mahal, e deve contar com a presença da maioria das autoridades ligadas agropecuária no Estado e produtores rurais.

Nesta etapa da campanha de vacinação devem ser vacinados os animais de todas as idades, já que na etapa de maio foram vacinados 11.557.116 do rebanho de bovinos e bubalinos de 0 a 24 meses de idade, sendo que o índice novamente foi um sucesso, com a percentagem de 99,69% de animais vacinados. O presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), Valney Corrêa de Sousa, avalia que este índice é extremamente positivo, demonstrando a responsabilidade dos produtores rurais mato-grossenses com as ações do Governo Federal e principalmente do Governo do Estado, através dos profissionais do Instituto de Defesa Agropecuária.

Na comparação da etapa de maio/2009 com maio/2010 houve um aumento no rebanho de zero a 24 meses de 905.489, o que corresponde a 9,2% de aumento em relação a 2009. “Mato Grosso é responsável pela venda da carne para mais de 180 países, estarmos livre da aftosa com vacinação significa segurança para que o Estado continue crescendo no mercado interno e externo, pois se trata de uma das exigências do mercado internacional e, portanto, deve ser conduzido com seriedade”, explica Valney Corrêa.

A campanha de vacinação é coordenada pelo Indea-MT, instituição vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Rural de Mato Grosso (Seder-MT), Fundo Emergencial de Saúde Animal, Superintendência Federal de Agricultura no Estado de Mato Grosso (SFA/MT) e Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento, responsável pelo programa nacional de vacinação, atuando na liberação dos recursos nos prazos estabelecidos, garantindo o estoque de vacinas necessárias no mercado e evitando qualquer alteração de preço.