Número de habitantes em MT chega a 2,9 milhões em 2010

De acordo com os dados preliminares do Censo 2010 divulgados pelo IBGE, Mato Grosso ainda não atingiu a marca de 3 milhões de habitantes. A pesquisa revelou que até este ano o Estado possui 2,9 milhões de mato-grossenses. Entre as cidades que tiveram o maior crescimento populacional nos últimos três anos os destaques são Várzea …

09/11/2010 15:37



De acordo com os dados preliminares do Censo 2010 divulgados pelo IBGE, Mato Grosso ainda não atingiu a marca de 3 milhões de habitantes. A pesquisa revelou que até este ano o Estado possui 2,9 milhões de mato-grossenses. Entre as cidades que tiveram o maior crescimento populacional nos últimos três anos os destaques são Várzea Grande e Rondonópolis, que aumentaram em cerca de 17 mil a quantidade de moradores. No ranking do crescimento aparecem logo em seguida Lucas do Rio Verde, com 14 mil habitantes a mais que em 2007, e Sorriso, com cerca de 10,5 mil.

   Já Cuiabá registrou um avanço populacional de pouco mais de 3,5 mil habitantes. Terra Nova do Norte, Barra do Bugres e Nova Olímpia aparecem na lista das cidades que mais perderam população. Para o professor de demografia econômica da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), José Antônio da Silva, a explicação está na geração de empregos. “Algumas dessas cidades têm grande produção, mas exige-se pouco emprego para se produzir todos esses produtos”, ressalta.

   A Prefeitura de Alta Floresta, município que está na lista dos que “encolheram”, informou que vai ingressar com uma ação na Justiça questionando a contagem do IBGE. Os recenseadores encontraram cerca de 2 mil casas fechadas na cidade, o que pode ter influenciado na queda de 49 mil habitantes em 2007, para 48,6 mil este ano. O motivo da ação é que os repasses financeiros dos governos federal e estadual são baseados na quantidade de habitantes de cada cidade.

   Para evitar prejuízos aos municípios o IBGE vai fazer uma revisão dos dados de Cuiabá, Várzea Grande e das cidades que tiveram uma redução na população. Na Capital, em cerca de 4 mil casas não foi encontrado nenhum morador. De acordo com o chefe do IBGE em Mato Grosso, Delvaldo Benedito de Souza, para esses domicílios será lançado uma média de habitantes. “O IBGE vai pegar a média de moradores por casa de cada cidade e multiplicar pela quantidade de casas vazias. O resultado vai ser agregado à população que nós encontramos”, explica. Os números finais do Censo 2010 será divulgado no dia 28 de novembro.