Sicredi contribui com o desenvolvimento econômico de MT, diz Silval Barbosa

O governador Silval Barbosa participou na manhã desta quinta-feira (11.10) do anúncio do programa de expansão do Sistema de Crédito Cooperativo de Mato Grosso (Sicredi-MT) na região metropolitana de Cuiabá, realizado na sede da Fecomércio/MT. A nova estratégia de atuação foi apresentada pelo presidente da Central Sicredi MT, João Carlos Spenthof. Silval Barbosa disse que …

11/11/2010 14:41



O governador Silval Barbosa participou na manhã desta quinta-feira (11.10) do anúncio do programa de expansão do Sistema de Crédito Cooperativo de Mato Grosso (Sicredi-MT) na região metropolitana de Cuiabá, realizado na sede da Fecomércio/MT. A nova estratégia de atuação foi apresentada pelo presidente da Central Sicredi MT, João Carlos Spenthof. Silval Barbosa disse que ao estar presente ao evento não estava apenas simbolizando, mas sinalizando o desejo de realizar parcerias com o Sistema Sicredi.

O governador salientou que o Sicredi tem muito a contribuir com o desenvolvimento econômico de Mato Grosso. O Estado, segundo ele, vai continuar atraindo – por meio de incentivo fiscal – novos empreendimentos para proporcionar emprego e renda e o Sicredi vai estar presente nesse processo. “Nós queremos estabelecer mais parcerias”, disse.

Silval Barbosa ressaltou que uma das preocupações da sua gestão é regularizar a situação das propriedades em assentamentos rurais, principalmente no que se refere às questões ambientais e fundiárias. Por falta dessa regularização ambiental e fundiária Mato Grosso perdeu em 2009 a oportunidade de contrair cerca de R$ 250 milhões em créditos, e deve também perder recursos no valor dessa ordem em 2010. Regularizando essas cerca de 145 mil propriedades rurais,  o Sicredi poderia operar os recursos voltados para esse segmento. “O Estado é parceiro e vamos ampliar e começar novos negócios”, afirmou.

O presidente da Central Sicredi MT, João Carlos Spenthof, disse que “o objetivo é criar em Cuiabá e Várzea Grande um grande grupo financeiro local”. Para tornar o Sicredi ainda mais competitivo, a área de ação do Sicredi Empreendedores MT, formada pelos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, foi dividida e passou a integrar as cooperativas Sicredi Centro Norte MT, de Nova Mutum, e Sicredi Sudoeste MT, de Tangará da Serra.

Segundo o presidente, a união é para fortalecer as condições competitivas do sistema Sicredi na região metropolitana de Cuiabá, com ganho de escala econômico-financeiro e operacional, a fim de aumentar a oferta de crédito a seus associados e estender os benefícios do cooperativismo de crédito a um número maior de pessoas e empresas.

João Carlos disse que a união – no cenário econômico atual – entre empresas é um processo comum. O Sicredi atua com créditos para micro e pequenos empreendedores e com a união o que se busca e trabalhar junto aos médios empreendedores. Segundo ele, com a união fortalece o patrimônio, com o fortalecimento patrimonial vai possibilitar maior alavancagem e com isso terá maior acesso aos limites de créditos.

O secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia, Pedro Nadaf lembrou que as cooperativas da região metropolitana têm uma característica diferente daquelas do interior, que são mais rurais. Segundo ele, “com o advento da Copa do Mundo e com crescimento da industrialização da região da Capital e de Várzea Grande fortalece o processo econômico, como também fortalece as micros e pequenas empresas e abre oportunidade de crédito para novos investimentos, novas oportunidades de serviços que devem ser o destaque nos próximos anos”, no qual as cooperativas de créditos devem participar.