Governo lança obras de novas unidades de Escolas Técnicas de Educação

As obras das novas unidades das Escolas Técnicas de Educação Profissional Tecnológica (ETE) serão lançadas pelo governador Silval Barbosa a partir da próxima terça-feira (16.11). Os três primeiros municípios que irão receber a visita o governador são Campo Verde, Primavera do Leste e Água Boa. Os demais lançamentos vão acontecer em Cáceres, Sorriso e Cuiabá, …

15/11/2010 09:47



As obras das novas unidades das Escolas Técnicas de Educação Profissional Tecnológica (ETE) serão lançadas pelo governador Silval Barbosa a partir da próxima terça-feira (16.11). Os três primeiros municípios que irão receber a visita o governador são Campo Verde, Primavera do Leste e Água Boa. Os demais lançamentos vão acontecer em Cáceres, Sorriso e Cuiabá, em data a ser agendada.

O superintendente de Educação Profissional e Tecnologica da SECITEC/MT, Jefferson Monteiro da Silva, disse que essas novas escolas representam um incremento na Rede Estadual de Ensino Profissional. Mato Grosso já tem oito unidades dessas Escolas em pleno funcionamento, nos municípios de Alta Floresta, Barra do Garças, Diamantino, Rondonópolis, Sinop,Tangará da Serra, Poxoréu e Lucas do Rio Verde. Essas escolas, contudo, estão dentro do antigo conceito, todas com seis salas de aulas.

As novas unidades, dentro da política de proporcionar mão de obra qualificada para atrair novos e mais investimentos para Mato Grosso, estão sendo construídas dentro de um padrão único. Duas unidades já estão em construção, nas cidades de Matupá e Juara. Todas terão 12 salas de aulas, 11 laboratórios tecnológicos, biblioteca, ginásio poliesportivo, área de vivência, refeitório, teatro de arena, auditório para 200 lugares e estacionamento interno. Todas serão construídas em áreas de 12 mil metros quadrados (a menor) e 20 mil metros quadrados (a maior).

As escolas existentes, que possuem seis salas de aulas serão ampliadas e dotadas de outras seis, além de mais três salas de módulo de Educação a Distância (FAD). Todas serão dotadas de laboratórios de informática básica, enfermagem, segurança do trabalho, edificação, análise química e topografia.

Cada unidade escolar representa um investimento de aproximamente de R$ 6,5 milhões em obras e R$ 2,5 milhões em mobiliário e equipamentos. Quando estiver em funcionamento as ETEs vão atender cada uma em média de 2 mil alunos/ano.