Negros mais pobres são os que mais consomem no Brasil

A população negra brasileira mais pobre é que mais consome no país, movimentando um mercado de R$ 554 bilhões somente neste ano, segundo pesquisa divulgada  pelo Instituto Data Popular. As famílias pertencentes as classes D e E (que vivem com uma renda inferior a R$ 2.000) consomem mais do que a metade dos brancos, de …

20/11/2010 09:43



A população negra brasileira mais pobre é que mais consome no país, movimentando um mercado de R$ 554 bilhões somente neste ano, segundo pesquisa divulgada  pelo Instituto Data Popular.

As famílias pertencentes as classes D e E (que vivem com uma renda inferior a R$ 2.000) consomem mais do que a metade dos brancos, de acordo com a pesquisa. O resultado ocorre devido ao crescimento da participação da população negra na economia, um salto de 58,3% desde 1996.

Entre os produtos que as famílias negras e pardas passaram mais a comprar estão eletrodomésticos (geladeira, televisão, máquina de lavar, e freezer). A popularização no acesso à internet também é retratada entre os negros. Eles passaram a comprar mais computadores, internet, além de também terem um maior acesso aos meios de comunicação, com telefone fixo e celular.

A maior inserção dos negros no mercado de trabalho também ajudou a aumentar o poder de compra dessa população. O crescimento das mulheres foi superior ao dos homens nos últimos anos, representando 50,8% (homens) e 69,7% (mulheres), de acordo com dados compilados pelo Data Popular com base no Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).