Operário e Cuiabá iniciam a decisão

Cuiabá e Operário se enfrentam neste domingo, às 16 horas, no Estádio Dutrinha no primeiro jogo das finais da Copa Mato Grosso. A data da partida de volta ainda está indefinida. A FMF marcou para quarta-feira, alegando que tem até sexta-feira para indicar o segundo representante do Estado na Copa do Brasil do ano que …

20/11/2010 09:52



Cuiabá e Operário se enfrentam neste domingo, às 16 horas, no Estádio Dutrinha no primeiro jogo das finais da Copa Mato Grosso. A data da partida de volta ainda está indefinida. A FMF marcou para quarta-feira, alegando que tem até sexta-feira para indicar o segundo representante do Estado na Copa do Brasil do ano que vem junto à CBF. Os dirigentes dos clubes finalistas querem jogar no dia 28, domingo. O presidente da FMF, Carlos Orione, disse que vai contatar a CBF e indicar o campeão no dia 29. Na preliminar acontece a final do sub-17 entre Cuiabá e Operário.

Os dois finalistas entram em campo em igualdade. Neste ano se enfrentaram por duas vezes no Estadual. No primeiro, no Estádio Félix Belém, em Alto Araguaia, no dia 28 de fevereiro, deu Cuiabá, 1 a 0 com gol de Moreno, que continua no clube. Já na partida de volta, já no Dutrinha, no dia 31 de março, o Operário venceu por 2 a 1, com gols de Douglas e Jean Carlo, enquanto o mesmo atacante Moreno marcou pelo Cuiabá. “Agora, é diferente do Estadual. É final de campeonato e as coisas mudam”, diz o técnico operariano Eder Taques.

E para enfrentar o Cuiabá neste primeiro jogo da final que vale vaga na Copa do Brasil do ano que vem, Eder Taques confirmou o mesmo time que venceu o Sinop na quinta no Dutrinha. A única mudança é o retorno do zagueiro Marcelo Caixa D’Água na vaga de Kall, que vai como segundo volante substituindo o suspenso Lê, que levou o terceiro cartão amarelo na quinta. “Não vejo necessidade de mudanças na equipe. O limite de idade de 23 anos acima não deixa muitas opções. São os casos do meia-atacante Odil, dos meias Jeanzinho ‘Nanico’ e Jean Carlo, que ainda não tiveram oportunidades e fazem parte do elenco”, explicou Eder Taques.

Enquanto no Tricolor de Várzea Grande o time está definido desde a sexta-feira à tarde, quando Eder Taques ministrou o treino coletivo no CT da comunidade de Carrapicho, no Cuiabá o técnico Ary Marques faz mistério do time que deve começar jogando. Ele argumentou, sem citar nomes, que tem vários jogadores do time titular que estão pendurados com dois cartões amarelos e outros reclamando de dores musculares, o que o impossibilita de revelar a provável equipe que deve começar jogando.

Na sexta-feira a comissão técnica programou apenas um trabalho físico regenerativo para promover uma análise em cada um dos jogadores. “Primeiro, quero saber as condições de cada um para eu saber com quem posso contar. hoje(20/10) vou promover um trabalho físico e tático e depois conversar com o grupo e decidir o time. É o primeiro jogo da final e é preciso encarar o adversário com muita seriedade e respeito em busca de nosso objetivo, que é conquistar um importante resultado. Espero poder contar com a maioria do grupo para este primeiro jogo”, falou Ary Marques.