Silval Barbosa lança obras e inaugura unidade de fisioterapia em Cáceres

O governador Silval Barbosa realizou, na tarde de sexta-feira (19.11), uma minimaratona de inaugurações e lançamentos de obras no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). O Hospital Regional “Dr. Antônio Fontes” de Cáceres conta a partir de agora com uma moderna Unidade de Fisioterapia, cuja primeira etapa conta com recursos do Governo …

20/11/2010 09:35



O governador Silval Barbosa realizou, na tarde de sexta-feira (19.11), uma minimaratona de inaugurações e lançamentos de obras no município de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá). O Hospital Regional “Dr. Antônio Fontes” de Cáceres conta a partir de agora com uma moderna Unidade de Fisioterapia, cuja primeira etapa conta com recursos do Governo Federal e contrapartida do Governo do Estado. É uma obra que vai ajudar a desafogar o Centro de Reabilitação Dom Aquino Corrêa em Cuiabá (CDRAC), conforme avalia o diretor do Hospital Regional de Cáceres, Jonas Alves Ribeiro.

Logo que chegou no município, Silval Barbosa e comitiva descerraram a placa de lançamento da Escola Técnica Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (ETE) de Cáceres e em seguida, no Hospital Regional, o governador assinou uma ordem de serviço para asfaltamento e drenagem de diversas ruas em bairros de Cáceres e entregue ‘em mãos’ ao engenheiro Hugo Abraão, da construtora responsável pela obra. Inaugurou a obra que vai abrigar a unidade descentralizada do Centro de Reabilitação Dom Aquino e passa, desde já, a atender a demanda em fisioterapia dos pacientes do Hospital Regional.

“É uma honra, sem dúvida nenhuma. Estamos aqui para tratar do desenvolvimento da região. Cáceres e região é uma prioridade do governo Silval e Chico Daltro”, disse o governador. Ele reafirmou o compromisso de trabalhar sem distinção pela região, por meio da política de incentivo fiscal, até reconhecer Cáceres como um grande polo de desenvolvimento. Quanto a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) de Cáceres, Silval Barbosa disse que já assinou a ordem de serviço para construção de casas para quais serão transferidas as famílias que serão removidas da área a ser desapropriada.

Mas o anúncio que mais o entusiasmou foi o da determinação de criar o primeiro curso de Medicina da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat), em Cáceres. O governador Silval Barbosa disse que a reestruturação, cuja unidade de Fisioterapia faz parte, pelo qual a Saúde de Mato Grosso vai passar e transforma o Hospital Regional no futuro hospital universitário. Toda ampliação e investimento vai seguir as determinações dos ministérios da Saúde (MS) e da Educação (MEC) para autorizar a abertura do curso de Medicina.

O vice-governador eleito e ex-secretário de Ciência e Tecnologia, Chico Daltro, lembra que Mato Grosso até 2009 contava com seis Escolas Técnicas Estaduais, então denominadas Ceprotec. Quando começou o projeto de se criar mais dez escolas, Daltro disse que recebeu o aval do ex-governador Blairo Maggi e do então vice-governador Silval Barbosa, “devido a visão e compromisso com o futuro; pois nada garante mais o futuro que a educação”. Das dez iniciais, o MEC (Ministério da Educação) aprovou oito e duas escolas profissionalizantes que recebiam recursos federais, mas estavam em via de fechamento, foram estadualizadas.

Os prédios das novas unidades ETE de Educação Profissional e Tecnológica em construção ou em fase de lançamento das obras, nos municípios de Água Boa, Cáceres, Campo Verde, Cuiabá, Juara, Matupá, Primavera do Leste e Sorriso, seguem um padrão único. Todas terão 12 salas de aulas, 11 laboratórios tecnológicos, biblioteca, ginásio poliesportivo, área de vivência, refeitório, teatro de arena, auditório para 200 lugares e estacionamento interno. As unidades são construída em área de 12 mil metros quadrados (a menor) e 20 mil mestros quadrados. Cada uma representa um investimento médio de R$ 6 milhões na construção e mais R$ 2,5 na aquisição de equipamentos e mobiliários. “As Escolas Técnicas Estaduais serão entregues com tudo, totalmente equipadas, podendo inclusive fazer videoconferência”, salientou o vice-governador eleito.

O deputado federal Pedro Henry, autor da emenda parlamentar de R$ 720 mil somada à contrapartida do Estado de R$ 72 mil e R$ 60 mil em equipamentos e mobiliários, que possibilitaram a construção da primeira etapa da Unidade Descentralizada do CDRAC, disse que Cáceres precisa e vai trabalhar em parceria com o governo de Mato Grosso. “O desenvolvimento de Cáceres passa pela parceria com o Governo do Estado”.

O prefeito de Cáceres, Túlio Aurélio Fontes disse a ETE de Cáceres reforça o sonho de instalação da ZPE em Cáceres. Segundo ele, a associação dos empresários – ASPEC, pretende atrair empresas para investir em Cáceres e as empresas interessadas precisam de mão de obra qualificada. “Sem a ETE o cacerense poderia ficar fora desse processo”, disse.

Estiveram presentes nos eventos o secretário de Estado de Saúde, Augusto Amaral; deputado Estadual Airton Português, o vereador Leomar, presidente da Câmara Municipal de Cáceres; Geraldo Fidélis, juiz de Direito da Comarca de Cáceres; professor Adriano Silva, reitor da Unemat; Wilson Kishe, vice-prefeito de Cáceres; Nilton Borgato, presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde; Nilton Mioto, prefeito de Pontes e Lacerda; Lúcia Provenzano, diretora do CDRAC; e um grande número de populares.