Cuiabá conquista o título de campeão

O Cuiabá é campeão da 7ª Copa Mato Grosso e será o segundo representante estadual na Copa do Brasil do ano que vem. O primeiro é o União de Rondonópolis, campeão estadual. O time ergueu a taça  ao vencer o Operário de Várzea Grande por 2 a 1, no estádio Dutrinha, que depois de 35 …

25/11/2010 11:01



O Cuiabá é campeão da 7ª Copa Mato Grosso e será o segundo representante estadual na Copa do Brasil do ano que vem. O primeiro é o União de Rondonópolis, campeão estadual. O time ergueu a taça  ao vencer o Operário de Várzea Grande por 2 a 1, no estádio Dutrinha, que depois de 35 anos foi novamente palco de uma decisão de título.

Depois de vencer a primeira partida por 3 a 1 no último domingo, o Cuiabá podia até perder de um gol de diferença, mas comprovou a superioridade ao bater o rival pela segunda vez consecutiva.

Ciente de que somente a vitória por uma diferença de dois gols ou mais lhe daria o título, o Operário entrou em campo com uma postura diferente de partidas anteriores. Eder Taques promoveu três estreias – Diego Merica, Jeanzinho ‘Nanico’ e Odil. O time começou pressionando, mas sem objetividade na frente, pecando nas finalizações.

Foram do Cuiabá as duas primeiras chances de gol. Primeiro com Ferraz, artilheiro, que exigiu a primeira defesa de Everton Perereca. Três minutos depois, Paulinho Marilia chuta rente ao travessão, assustando o torcedor tricolor.

Aos 13min, o ala-esquerda do Operário, Natanael, que não repetiu o mesmo futebol de jogos anteriores, levou a pior em uma dividida com Marquinho, e cortou a cabeça, sendo necessária a intervenção do plantão médico. Ele foi substituído por Paulinho. O Operário continuava pressionando, obrigando o goleiro Veloso a realizar importantes defesas.

Na etapa final, o Operário voltou determinado a lutar pela vitória, se abriu mais ao atacar com insistência e pagou caro. Em um contra-ataque rápido pela direita, Bogé lançou na área e o zagueiro Alex Mineiro, bem postado, acertou o canto esquerdo de Perereca, fazendo 1 a 0 para o Cuiabá – aos 12min. Eder Taques promoveu duas mudanças: sacou Jeanzinho e Márcio Júnior para as entradas de Bento e Celinho. E o Operário melhorou. Numa jogada rápida, Bento lançou Tito na área e o goleiro Veloso fez falta e foi expulso, fazendo com que o meia João Cleber fosse ao gol. Odil cobrou e empatou, 1 a 1. Euclides, ao recuar a bola para Perereca, o encobriu e selou a vitória do Cuiabá por 2 a 1.

CUIABÁ – 2

Veloso; Marquinhos, Reinaldo, Alex Mineiro e Bruno Marques; Natan, Mauro (João Cleber), Bogé e Ferraz; Paulinho Marília (Leno) e Paulo (Moreno). Técnico: Ary Marques

OPERÁRIO – 1

Everton Perereca; Márcio Júnior (Bento), Kall, Diego Merica e Natanael (Paulinho); Jamba, Lê, Euclides e Odil; Tito e Jeanzinho ‘Nanico’ (Celinho). Técnico: Eder Taques

Gols: Alex Mineiro aos 12min (Cuiabá) e Euclides contra aos 38min. Odil em cobrança de pênalti aos 30min (Operário) todos no segundo tempo

Árbitro: Wagner Reway.

Assistentes: Lincoln Ribeiro Taques e Fábio Rubinho

Cartões amarelos: Jamba e Celinho (Operário)

Cartão vermelho: Veloso (Cuiabá)

Renda – R$ 8.505,00

Público – 1.030 pagantes

Local: Estádio Dutrinha