Travesti do “caso Ralf Leite” é preso por racismo e ameaça

O travesti Deivid Benedito Carvalho, conhecido como “Rafaela”, foi preso na madrugada desta sexta-feira no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. “Rafaela” é o mesmo travesti que foi flagrado com o vereador cassado Ralf Leite (PRTB) em fevereiro de 2009, nas imediações do Zero Quilômetro. A prisão do travesti ocorreu pelas acusações de racismo e …

26/11/2010 17:44



O travesti Deivid Benedito Carvalho, conhecido como “Rafaela”, foi preso na madrugada desta sexta-feira no bairro Cristo Rei, em Várzea Grande. “Rafaela” é o mesmo travesti que foi flagrado com o vereador cassado Ralf Leite (PRTB) em fevereiro de 2009, nas imediações do Zero Quilômetro.

A prisão do travesti ocorreu pelas acusações de racismo e ameaça contra o vigia da rua em que mora. Segundo boletim de ocorrência registrado no Cisc (Centro Integrado de Segurança e Cidadania) do Parque do Lago, “Rafaela” discutiu na madrugada com a proprietária do kitnete em que mora. A briga seria porque o travesti chega de madrugada na residência e, sem a chave do portão, pula o muro.

Após a briga, Rafaela passou a ofender e ameaçar o vigia que faz a segurança na rua. Ela teria usado os termos “negro e macaco” para insultar o trabalhador. Além disso, o vigia relatou ter sido ameaçado.

Após ser lavrado boletim de ocorrência, Deivid foi autuado pelos crimes de racismo e ameaça. Ele será transferido ao pesídio do Capão Grande.

Caso Ralf

Deivid Benedito, o “Rafaela”, ganhou notoriedade no mundo policial ao ser flagrado com o então vereador cuiabano Ralf Leite praticando atos libidinosos numa rua na região do Zero Quilômetro, em Várzea Grande. Na época, o travesti tinha 17 anos e não teve a identidade revelada.

Por conta deste episódio, o vereador respondeu a processo por quebra de decoro parlamentar na Câmara de Cuiabá e acabou perdendo o mandato.