Brasil assume vice-presidência da OIJ na XV Conferência Ibero-Americana de Ministros e Responsáveis de Juventude

O secretário nacional de Juventude, Beto Cury, está em São Domingo, na República Dominicana, onde participa da XV Conferência Ibero-Americana de Ministros e Responsáveis de Juventude, que acontece no período de 7 a 10 de dezembro. O conselho diretivo da OIJ foi  renovado na quarta-feira (8), segundo dia do encontro, com a eleição da República …

10/12/2010 12:09



O secretário nacional de Juventude, Beto Cury, está em São Domingo, na República Dominicana, onde participa da XV Conferência Ibero-Americana de Ministros e Responsáveis de Juventude, que acontece no período de 7 a 10 de dezembro. O conselho diretivo da OIJ foi  renovado na quarta-feira (8), segundo dia do encontro, com a eleição da República Dominicana para a presidência da entidade, do Brasil para a vice-presidência e da Argentina para a Secretaria-Geral. Esta é a primeira vez que o Brasil participa do encontro como membro pleno, tendo em vista que a adesão oficial à Organização ocorreu no último mês de agosto, após aprovação do Congresso Nacional brasileiro. O secretário Beto Cury ressalta que o país já começa assumindo um cargo de grande responsabilidade e com muita disposição para reforçar a temática juvenil nos países sul-americanos. O secretário destacou que um dos desafios, agora, é fazer com que os 21 países do grupo ratifiquem a Convenção Ibero-Americana sobre os Direitos dos Jovens, incluindo o Brasil. A convenção, que foi assinada por sete dos 21 países, é o único documento internacional que reconhece os jovens como sujeitos de direitos e atores estratégicos do desenvolvimento, com garantias detalhadas em 44 artigos.

A Conferência, que é considerada o mais importante evento da pauta de juventude, definiu, também, os responsáveis pelas sub-regiões que compõem a entidade. A Espanha ficou responsável pela Península Ibérica, o Equador pelos países andinos, o México pela sub-região do México e Caribe, a Argentina pelo Cone Sul e El Salvador pela sub-região Centro-América.

Com sede na Espanha, a OIJ é o único órgão multilateral de juventude no mundo, vinculado à Organização dos Estados Ibero-Americanos, e envolve Portugal, Espanha e os países da América Latina. Por meio da Secretaria Nacional de Juventude, da Secretaria-Geral da Presidência da República, o Brasil oficializou em 2008 o seu pedido de adesão, que foi prontamente acatado pela entidade, passando em seguida, pela aprovação da Câmara dos Deputados. Com a decisão do Senado, em agosto deste ano, o Brasil tornou-se membro pleno da Organização, da qual já participava na condição de observador.

Na ocasião, Beto Cury ressaltou que a adesão representa uma vitória para a Política Nacional de Juventude, já que esta exige que o Brasil mantenha o intercâmbio permanente com outros países, sobretudo da América Latina, e participe dos debates internacionais sobre o tema. Beto lembrou que a agenda juvenil ganhou novo impulso depois da XVIII Cúpula de Chefes de Estado e de Governo, realizada em 2008, em San Salvador, capital de El Salvador, cuja declaração final incluiu o papel do Estado no estabelecimento de políticas públicas destinadas a melhorar a qualidade de vida dos jovens nos países ibero-americanos. Segundo o secretário, o Brasil possui um grande contingente de jovens, o que aumenta a necessidade de o país compartilhar experiências que contribuam para o aprimoramento das ações voltadas para a juventude em todo o mundo.