Polícia Militar garante reforço durante operação “Natal com Segurança”

A partir desta sexta-feira (10.12) até o dia 3 de janeiro de 2011, a Polícia Militar de Mato Grosso manterá o reforço policial nas principais áreas de comércio de Mato Grosso, especialmente na região do Centro Histórico de Cuiabá. Serão 3.954 policiais, 447 viaturas e 119 motocicletas empregados durante 25 dias da Operação ‘Natal com …

10/12/2010 15:46



A partir desta sexta-feira (10.12) até o dia 3 de janeiro de 2011, a Polícia Militar de Mato Grosso manterá o reforço policial nas principais áreas de comércio de Mato Grosso, especialmente na região do Centro Histórico de Cuiabá. Serão 3.954 policiais, 447 viaturas e 119 motocicletas empregados durante 25 dias da Operação ‘Natal com Segurança’, cujo objetivo é melhorar a eficácia operacional da PM, na prevenção e combate aos crimes contra a pessoa e patrimônio nesse período de festividades em razão do Natal e Ano Novo.

Conforme o presidente em exercício da Asscociação Comercial e Empresarial de Cuiabá (ACC), Jonas Alves, o reforço do efetivo nas ruas de comércio é de extrema importância, por proporcionar aos lojistas e consumidores uma maior sensação de segurança. “Nessa época do ano, o fluxo de pessoas que vai às compras é imensamente maior que em qualquer outro período do ano, e isso resulta em um aumento de aproximadamente 15% no número de vendas. E para nós lojistas isso é muito satisfatório”, diz.

O presidente do Sindicato do Comércio de Tecidos, Confecções e Armarinhos do Centro Histórico de Cuiabá (Sincotec), Roberto Peron, destaca que em sete anos consecutivos, a primeira operação foi realizada em 2003, que os comerciantes percebem que os consumidores fazem suas compras com mais tranquilidade pelas ruas da cidade. Quem comprova isso é a vendedora Maria Oliveira Rodrigues que tem um estande de sucos na Feira de Artesanato ao lado da igreja da Matriz, na Praça da República. “A gente vê que os clientes andam mais tranquilos, sem preocupação com ações de marginais. E nós também trabalhamos com mais tranquilidade e satisfação. É um trabalho muito bom desempenhado pela polícia e que deveria ser feito sempre”, fala.

Para o comandante geral da PM, o coronel Osmar Lino Farias, ouvir depoimentos da população, como foi o da vendedora Maria demonstra a confiança que as pessoas possuem pela corporação. “Sentimos-nos felizes e ainda mais compromissados em cumprir nosso maior papel que é a prevenção e combate aos crimes”, diz. Conforme o coronel, todo efetivo está engajado nessa operação.

“Todas as férias e licenças foram suspensas, excetos aqueles de extrema necessidade. Os profissionais que atuam em áreas administrativas da corporação e demais órgãos do Governo foram convocados e já estão disponibilizados. Tudo isso para priorizar a segurança da população durante as compras de fim de ano”, garante.

Para o reforço policial nas principais áreas de comércio também estarão todos os profissionais que atuam no Batalhão de Operações Especiais (Bope) e da Ronda Ostensiva Tática Móvel (Rotam). De acordo com o comandante regional de Cuiabá (CR I), coronel Zaqueu Barbosa, esses policiais atuarão principalmente nas áreas onde há um maior número de agências bancárias. Ao todo, serão empregados 1.100 policiais, 62 viaturas e 21 motos na área do CR I.

Além das rondas ostensivas (a pé, ciclístico e motorizado), a Polícia Militar disponibilizará pontos fixos de policiamento na Praça da República e Santos Dumont, em parceria com Polícia Judiciária Civil. Na Praça Alencastro, com apoio do setor de Saúde Médica da PM, haverá uma equipe médica fixa, onde os consumidores e trabalhadores poderão ser atendidos em casos de pequena gravidade como mal-estar e desmaio. A Polícia Militar também contará com outros parceiros como o Corpo de Bombeiros, Perícia Oficial de Identificação Técnica (Politec), Guarda Municipal de Várzea Grande, Prefeitura de Cuiabá, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Defesa Civil e Secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).