Veja cotações e situação de alguns dos principais produtos do agronegócio nacional, entre eles, frango, suíno e ovos

Suíno vivo As vendas externas de carne suína, em volume, caíram 18,84%, em novembro, confirmando o que foi comunicado na nota divulgada pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), em 2 de dezembro. No acumulado do ano, as exportações apresentaram queda de 10,60%, em toneladas, em relação aos onze primeiros …

10/12/2010 15:47



Suíno vivo

As vendas externas de carne suína, em volume, caíram 18,84%, em novembro, confirmando o que foi comunicado na nota divulgada pela Associação Brasileira da Indústria Produtora e Exportadora de Carne Suína (Abipecs), em 2 de dezembro.

No acumulado do ano, as exportações apresentaram queda de 10,60%, em toneladas, em relação aos onze primeiros meses de 2009. Mas, em faturamento, o aumento foi de 10,14% de janeiro a novembro, na comparação com igual período do ano passado.

Em novembro, as exportações atingiram 43 mil toneladas, que resultaram em uma receita de US$ 115, 12 milhões.

De janeiro a novembro, o Brasil obteve uma receita de US$ 1, 25 bilhão (504,89 mil t), em relação a US$ 1, 13 bilhão (564,7mil t), em igual período de 2009.

Os principais destinos da carne suína foram Rússia (222,72 mil toneladas), Hong Kong (90,34 mil t), Ucrânia (39,24 mil t), Argentina (31,71 mil t) e Angola (30,13 mil t). ( Abipecs / Suino.com)

◦GO R$3,60
◦MG R$3,50
◦SP R$3,63
◦RS R$3,24
◦SC R$3,20
◦PR R$3,45
◦MS R$2,90
◦MT R$2,80
Frango vivo

Ontem, em mercado firme e com demanda acima da oferta – a ponto de o produto disponível se encontrar com peso visivelmente aquém das médias normalmente observadas – o frango vivo comercializado no interior paulista, após nove dias de preço estável, obteve reajuste de cinco centavos, sendo comercializado por R$2,05/kg.

Esse é o maior valor nominal já alcançado pelo frango vivo no mercado paulista.

Em Minas Gerais, onde o frango vivo já vem sendo comercializado por valor recorde desde o último dia de novembro, a cotação permaneceu inalterada em R$2,15/kg. (Avisite)

◦SP R$2,05
◦CE R$2,45
◦MG R$2,15
◦GO R$1,85
◦MS R$1,75
◦PR R$1,85
◦SC R$1,75
◦RS R$1,85
Ovos

Ainda sem alterações nos preços, o mercado segue com a demanda forte e ofertas relativamente equilibradas. Mas como a tendência do mercado é de crescimento da demanda, novos reajustes deverão ocorrer nos próximos dias. (Com Informações do Mercado do Ovo)

Ovos brancos

◦SP R$39,00
◦RJ R$40,00
◦MG R$38,00
Ovos vermelhos

◦MG R$42,00
◦RJ R$42,00
◦SP R$41,00
Boi gordo

A arroba do Boi Gordo no Estado de São Paulo, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 105,32 com a variação em relação ao dia anterior de 1,22%.  A variação registrada no mês de Dezembro é de -0,07%. (Valor por arroba, descontado o Prazo de Pagamento pela taxa CDI/CETIP).

O valor da arroba em dólar fechou ontem cotado a US$ 61,63, com a variação em relação ao dia anterior de 0,28% e com a variação de 0,29% no acumulado do mês na moeda norte-americana.

Média ponderada de arroba do boi gordo no Estado de São Paulo – base de ponderação é a mesma usada para o Indicador Esalq/BM&F.

Valores a prazo são convertidos para à vista pela taxa NPR.

A referência para contratos futuros da BM&F é o Indicador Esalq/BM&F.

◦Triangulo MG R$99,00
◦Goiânia GO R$98,50
◦Dourados MS R$97,00
◦C. Grande MS R$97,00
◦Três Lagoas MS R$98,00
◦Cuiabá MT R$94,50
◦Marabá PA R$93,00
◦Belo Horiz. MG R$110,00
Soja

A saca de 60 kg de soja no estado do Paraná, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 48,18. O mercado apresentou uma variação de 0,23% em relação ao dia anterior. O mês de Dezembro apresenta uma variação de -0,7%.

O valor da saca em dólar fechou ontem cotado a US$ 26,98, com a variação em relação ao dia anterior de 0,63%, e com a variação de 6,35% no acumulado do mês.

Físico – saca 60Kg – livre ao produtor

◦R. Grande do Sul (média estadual) R$50,00
◦Goiás – GO (média estadual) R$47,00
◦Mato Grosso (média estadual) R$49,50
◦Paraná (média estadual) R$48,18
◦São Paulo (média estadual) R$52,50
◦Santa Catarina (média estadual) R$48,50
◦M. Grosso do Sul (média estadual) R$49,50
◦Minas Gerais (média estadual) R$50,00
Milho

A saca de 60 kg de milho no estado de São Paulo, segundo informa o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) encerrou a quinta-feira cotada a R$ 28,33 a saca. O mercado apresentou uma variação de -0,04% em relação ao dia anterior e de -1,01% no acumulado do mês de Outubro.

O valor da saca em dólar fechou ontem em US$ 16,58, com uma variação de 0,98% em relação ao dia anterior, e com a variação de -0,66% no acumulado do mês.

O Indicador Esalq/BM&F à vista, que tem como base Campinas-SP, distingue-se da média regional de Campinas porque utiliza o CDI como taxa de desconto dos valores a prazo. No mercado físico (média regional Campinas), porém, a taxa mais usual é a NPR. Já os valores a prazo são iguais.

Físico – saca 60Kg – livre ao produtor

◦Goiás (média estadual) R$23,00
◦Minas Gerais (média estadual) R$26,50
◦Mato Grosso (média estadual) R$19,00
◦M. Grosso Sul (média estadual) R$22,00
◦Paraná (média estadual) R$25,00
◦São Paulo (média estadual) R$28,33
◦Rio G. do Sul (média estadual) R$29,00
◦Santa Catarina (média estadual) R$28,50