Governador reforça discurso sobre transformação social

Com uma coligação composta por 12 partidos, o governador Silval Barbosa (PMDB) conseguiu se reeleger ainda no primeiro turno da eleição. Embora a confirmação oficial do secretariado esteja prevista para a semana que vem, o novo staff do governador tem perfil mais político do que técnico. Neste final de ano, o peemedebista reforça a proposta …

26/12/2010 09:46



Com uma coligação composta por 12 partidos, o governador Silval Barbosa (PMDB) conseguiu se reeleger ainda no primeiro turno da eleição. Embora a confirmação oficial do secretariado esteja prevista para a semana que vem, o novo staff do governador tem perfil mais político do que técnico. Neste final de ano, o peemedebista reforça a proposta de campanha e promete trabalhar para promover uma transformação social no Estado. Ele tem apostado que a escolha do secretariado ajudará a alcançar seu objetivo.

“A passagem do Natal nos dá uma trégua de espírito, mas sem deixar que desapareçam por completo as ansiedades para o Ano-novo. Vindo de uma eleição democrática e difícil, espero assumir o governo de Mato Grosso em janeiro com uma visão futurista e humanista. O futuro, representado pelos cenários do Brasil e do mundo a quem as potencialidades que nosso Estado tem. O humanismo é a proposta de filtrar todas as nossas ações de governo em projetos humanistas que efetivamente produzam transformações sociais. Transformação social será o nosso grande sonho como gestor”, disse o governador.

Segundo Silval Barbosa, num primeiro plano objetivo, o governo pretende começar a gestão rediscutindo o perfil da dívida pública de Mato Grosso com a União. Hoje, de acordo com ele, a dívida está avaliada em R$ 5,8 bilhões, a juros anuais de 6%, indexada ao índice IGDPI. “Isso nos retira a capacidade de investimentos, que precisamos retomar para responder à pressão do crescimento e das oportunidades que acenam para nosso Estado. Há dez anos não rediscutimos a dívida. Está mais do que na hora. Vamos levantar essa bandeira já nos primeiros dias da nossa gestão”, planejou.

Silval também disse estar empenhado em acompanhar os trabalhos da Agecopa no Estado. De acordo com o diretor de Infraestrurura da Agência, Carlos Brito, o próximo ano já se inicia com a abertura de licitações para as obras da Copa. “O saldo de 2010 é positivo. Foi um ano de realizações: os recursos para as obras já estão conveniados e contratados. Em maio, seremos um canteiro de obras”, comemorou Carlos Brito.

Devem ser iniciadas, além das obras do novo estádio Verdão, as desocupações nas regiões que serão implantadas intervenções no trânsito como na Miguel Sutil, avenida do CPA e Fernando Corrêa. Carlos Brito assegurou que Mato Grosso continua figurando entre os Estados que sediarão os jogos da Copa que estão com as obras mais avançadas.

Silval Barbosa deve anunciar os últimos nomes de secretários na próxima segunda-feira, após retornar de viagem. Num primeiro momento, não deve ser feita nenhuma alteração na Agecopa. O chefe do Executivo será empossado para o novo mandato no dia 1º de janeiro. (JC)





Tags: