Cumprindo promessas: Silval vai assegurar a execução de novos conjuntos habitacionais

O governador Silval Barbosa (PMDB) aproveita os últimos dias do atual mandato para deflagrar ações táticas que visam encerrar os trabalhos com um saldo positivo. Imbuído do espírito de cumprimento de promessas, o peemedebista lidera solenidade no Palácio Paiaguás, amanhã, às 16h, para firmar convênios com o governo Federal que irão assegurar a execução de …

28/12/2010 11:53



O governador Silval Barbosa (PMDB) aproveita os últimos dias do atual mandato para deflagrar ações táticas que visam encerrar os trabalhos com um saldo positivo. Imbuído do espírito de cumprimento de promessas, o peemedebista lidera solenidade no Palácio Paiaguás, amanhã, às 16h, para firmar convênios com o governo Federal que irão assegurar a execução de novos conjuntos habitacionais.

Na data, também está previsto o fechamento do quadro de secretários e possível anúncio oficial, após a cerimônia. Líderes políticos dos partidos aliados participam do evento e aproveitam a oportunidade para selar o encerramento das articulações.

O ato deve confirmar a marca das mais de 70 mil unidades entregues à população mato-grossense nas gestões do ex-governador e senador eleito Blairo Maggi (PR) e da administração Silval Barbosa. Através de reedição de projetos, o governo Federal conseguiu “sobra” no orçamento destinado a programas de habitação sob o comando da Caixa Econômica Federal (CEF).

Mato Grosso, segundo o deputado federal Wellington Fagundes (PR), garantiu a sua participação devido à capacidade da contrapartida. Para o chefe do Executivo estadual, existe uma perspectiva ainda mais otimista em relação ao setor a partir de 2011, com apoio da presidente eleita Dilma Rousseff (PT). Recentemente, Silval, Wellington, representantes da Caixa Econômica e do governo Federal, se reuniram em Brasília para assegurar a inclusão do Estado na última etapa dos programas habitacionais. Com equilíbrio fiscal e financeiro da máquina pública, o governador assegurou a Mato Grosso o benefício.

A execução do programa também traz outro significado para o governador. Ao assumir o comando da administração, no dia 31 de março deste ano, Silval reafirmou o compromisso feito na gestão Maggi de entregar à população de mais de 70 mil unidades habitacionais. A cerimônia serve, dessa forma, para revidar críticas dirigidas pelos adversários no período eleitoral a respeito da política implementada pelo Executivo no setor.

Wellington lembrou que a participação do Estado da cota extra do governo relativa ao programa habitacional também foi possível devido ao reconhecimento da União sobre a boa performance de Mato Grosso. “O governo Federal abriu essa participação para os Estados que tinham possibilidade de entrar com contrapartida. Como Mato Grosso está com saúde financeira, conseguiu a participação nesse processo, que contou com apoio do governo federal”, explicou.

A solenidade será aberta, em sistema de videoconferência, com apresentação dos trabalhos, em solenidade na Bahia, pelo presidente Lula (PT). Após a exposição do presidente da República, caberá aos governadores que participam do programa, como Silval Barbosa, continuar os trabalhos relativos aos respectivos estados, como Mato Grosso. O governador deve apresentar posteriormente, o mapa completo da sua equipe de gestão para o próximo mandato, segundo informações do Palácio Paiaguás.