Curado promete aumentar número de policiais militares nas ruas

O secretário de Segurança Pública, Diógenes Curado, afirmou durante a posse do governador Silva Barbosa e todos os secretários, que está animado com as ações ligadas à Copa de 2014. Acrescentou que pretende investir em aumento de efetivo policial para o Estado e ajustar os programas socioeducativos. Para isso, Curado disse que será lançado concurso …

04/01/2011 08:30



O secretário de Segurança Pública, Diógenes Curado, afirmou durante a posse do governador Silva Barbosa e todos os secretários, que está animado com as ações ligadas à Copa de 2014. Acrescentou que pretende investir em aumento de efetivo policial para o Estado e ajustar os programas socioeducativos. Para isso, Curado disse que será lançado concurso público para Polícia Militar em março deste ano. “Nós faremos concurso para entrada de mil policiais por ano. Até 2014 teremos aumentado o efetivo em 5 mil, totalizando 11 mil PMs”.
Curado ressaltou que além de militares, há necessidade de investimentos para a Polícia Civil, bem como delegados, investigadores e bombeiros. Para o Corpo de Bombeiros, Curado diz que será lançado concurso este ano, mas não informou a data.
Em 2008 o governador Blairo Maggi (PR) indicou Curado para a secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que foi desmembrada em duas pastas: Segurança Pública (Sesp), que é comandada por Curado, e Justiça e Direitos Humanos (Sejudih), que tem como secretário o desembargador aposentado Paulo Lessa.
Curado foi o responsável por algumas investigações que ganharam repercussão nacional, entre elas do dossiê antitucanos e a máfia das sanguessugas, envolvendo vários parlamentares, empresários e gestores públicos.

O secretário de Segurança Pública, Diógenes Curado, afirmou durante a posse do governador Silva Barbosa e todos os secretários, que está animado com as ações ligadas à Copa de 2014. Acrescentou que pretende investir em aumento de efetivo policial para o Estado e ajustar os programas socioeducativos. Para isso, Curado disse que será lançado concurso público para Polícia Militar em março deste ano. “Nós faremos concurso para entrada de mil policiais por ano. Até 2014 teremos aumentado o efetivo em 5 mil, totalizando 11 mil PMs”.
Curado ressaltou que além de militares, há necessidade de investimentos para a Polícia Civil, bem como delegados, investigadores e bombeiros. Para o Corpo de Bombeiros, Curado diz que será lançado concurso este ano, mas não informou a data.
Em 2008 o governador Blairo Maggi (PR) indicou Curado para a secretaria de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), que foi desmembrada em duas pastas: Segurança Pública (Sesp), que é comandada por Curado, e Justiça e Direitos Humanos (Sejudih), que tem como secretário o desembargador aposentado Paulo Lessa.
Curado foi o responsável por algumas investigações que ganharam repercussão nacional, entre elas do dossiê antitucanos e a máfia das sanguessugas, envolvendo vários parlamentares, empresários e gestores públicos.