Certidões de casamento, óbito e nascimento serão padronizadas

A partir desta quarta, dia 5, certidões de nascimento, casamento e óbito no Brasil serão confeccionadas em papel especial com marca d’água e microletras. Além disso, a impressão dos documentos será feita pelo mesmo processo das cédulas de dinheiro, o que aumenta a segurança contra falsificações. A padronização será possível depois de uma parceria da …

05/01/2011 11:09



A partir desta quarta, dia 5, certidões de nascimento, casamento e óbito no Brasil serão confeccionadas em papel especial com marca d’água e microletras. Além disso, a impressão dos documentos será feita pelo mesmo processo das cédulas de dinheiro, o que aumenta a segurança contra falsificações.
A padronização será possível depois de uma parceria da Casa da Moeda do Brasil com a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Ministério da Justiça. Os funcionários dos cartórios de todo o país passarão por cursos de capacitação e a instituição receberá um kit com computador, sistema de impressão para emitir os documentos e uma certificação digital da Casa da Moeda. O objetivo é unificar todos as certidões do país e evitar falsificações.
O formulário para preenchimento das certidões que sairá da Casa da Moeda será único e terá uma numeração. Os cartórios definem a finalidade do formulário e a numeração, que também serão controlados pelo Ministério da Justiça e CNJ.

A partir desta quarta, dia 5, certidões de nascimento, casamento e óbito no Brasil serão confeccionadas em papel especial com marca d’água e microletras. Além disso, a impressão dos documentos será feita pelo mesmo processo das cédulas de dinheiro, o que aumenta a segurança contra falsificações.
A padronização será possível depois de uma parceria da Casa da Moeda do Brasil com a Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e o Ministério da Justiça. Os funcionários dos cartórios de todo o país passarão por cursos de capacitação e a instituição receberá um kit com computador, sistema de impressão para emitir os documentos e uma certificação digital da Casa da Moeda. O objetivo é unificar todos as certidões do país e evitar falsificações.
O formulário para preenchimento das certidões que sairá da Casa da Moeda será único e terá uma numeração. Os cartórios definem a finalidade do formulário e a numeração, que também serão controlados pelo Ministério da Justiça e CNJ.