Limão, feijão e alho registram queda de preço no varejo, diz FGV

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou que, entre os produtos pesquisados no varejo, as altas de preço mais expressivas na primeira prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) de janeiro foram registradas em tomate (25,55%); banana-prata (11,97%); e plano e seguro saúde (0,69%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em …

10/01/2011 17:07



A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou que, entre os produtos pesquisados no varejo, as altas de preço mais expressivas na primeira prévia do Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) de janeiro foram registradas em tomate (25,55%); banana-prata (11,97%); e plano e seguro saúde (0,69%). Já as mais expressivas quedas de preço foram apuradas em limão (-17,57%); feijão carioquinha (-11,20%); e alho (-6,04%).

No varejo, o IPC acumula avanço de 5,47% em 12 meses, até a primeira prévia do IGP-M de janeiro. A informação foi divulgada pela FGV, que anunciou nesta segunda, dia 10, a primeira prévia do IGP-M desse mês – sendo que IPC representa 30% do total do IGP-M.

Segundo a FGV, a desaceleração na taxa do IPC, da primeira prévia do IGP-M de dezembro para igual prévia em janeiro (de 0,69% para 0,41%) foi influenciada principalmente por alimentos, cujos preços subiram menos (de 1,43% para 0,64%). Nesta classe de despesa foram apuradas quedas e desacelerações de preços em carnes bovinas (de 5,75% para -0,55%), frutas (de 2,84% para 0,95%) e adoçantes (de 6,92% para 1,33%).

Outras três classes despesa também apresentaram desaceleração de preços. É o caso de habitação (de 0,33% para 0,13%); vestuário (de 1,19% para 1,08%); e educação, leitura e recreação (de 0,32% para 0,20%). Já os três grupos restantes apresentaram aceleração de preços. É o caso de despesas diversas (de 0,27% para 0,34%); saúde e cuidados pessoais (de 0,43% para 0,44%); e transportes (de 0,31% para 0,43%).