Nota dos estudantes no Enem sai até esta sexta-feira

O MEC (Ministério da Educação) prevê liberar até esta sexta-feira (14) a nota dos 3,3 milhões de estudantes que fizeram as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). O boletim de desempenho poderá ser consultado no site do exame – a hora prevista para a divulgação não foi informada pela pasta. O próximo passo, …

12/01/2011 09:31



O MEC (Ministério da Educação) prevê liberar até esta sexta-feira (14) a nota dos 3,3 milhões de estudantes que fizeram as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
O boletim de desempenho poderá ser consultado no site do exame – a hora prevista para a divulgação não foi informada pela pasta.
O próximo passo, após a divulgação, é a abertura do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que permite aos estudantes que fizeram o Enem usarem suas notas para disputar mais de 83 mil vagas em universidades e institutos de educação federais, espalhados por todo o país.
O site do Sisu já está no ar, mas ainda não é possível cadastrar-se no sistema. As inscrições começam no domingo, dia 16, e terminam na próxima terça-feira, dia 18.
As oportunidades valem para 83 instituições universitárias de ensino – 39 universidades federais, cinco estaduais, 38 institutos federais de educação e uma instituição autônoma. Algumas das entidades adotam pontuação mínima no Enem para certos cursos.
Como será o Sisu
O Sisu do começo de 2011 será similar ao último, que foi aberto no meio de 2010, afirma o MEC. Os estudantes terão um período curto para se inscreverem pela internet. Ao se inscrever, eles poderão fazer até duas opções de curso ao mesmo tempo.

O MEC (Ministério da Educação) prevê liberar até esta sexta-feira (14) a nota dos 3,3 milhões de estudantes que fizeram as provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
O boletim de desempenho poderá ser consultado no site do exame – a hora prevista para a divulgação não foi informada pela pasta.
O próximo passo, após a divulgação, é a abertura do Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que permite aos estudantes que fizeram o Enem usarem suas notas para disputar mais de 83 mil vagas em universidades e institutos de educação federais, espalhados por todo o país.
O site do Sisu já está no ar, mas ainda não é possível cadastrar-se no sistema. As inscrições começam no domingo, dia 16, e terminam na próxima terça-feira, dia 18.
As oportunidades valem para 83 instituições universitárias de ensino – 39 universidades federais, cinco estaduais, 38 institutos federais de educação e uma instituição autônoma. Algumas das entidades adotam pontuação mínima no Enem para certos cursos.
Como será o Sisu
O Sisu do começo de 2011 será similar ao último, que foi aberto no meio de 2010, afirma o MEC. Os estudantes terão um período curto para se inscreverem pela internet. Ao se inscrever, eles poderão fazer até duas opções de curso ao mesmo tempo.

O candidato precisa definir se deseja concorrer às vagas gerais ou às destinadas para cotas (negros e escolas públicas). O sistema seleciona, por ordem de opção, qual curso em que o candidato está apto a ser aprovado.

Os estudantes serão escolhidos dentro do número de vagas abertas em cada carreira. Caso tenha sido aprovado nos dois cursos, o aluno poderá se matricular só na primeira opção e não poderá disputar vagas em outras etapas do Sisu. Ele não vai poder participar da lista de espera do sistema, mesmo que não tenha se matriculado na faculdade em que foi aprovado.

Quem for convocado na segunda opção de curso continuará concorrendo a uma vaga na carreira que havia sido escolhida como primeira opção, mesmo que já tenha feito a matrícula na faculdade. Isso permite ao estudante ocupar uma vaga caso haja muitas desistências.

Caso o candidato seja chamado para ocupar uma vaga no curso de primeira opção, sua entrada no curso alternativo será cancelada. Quem não for chamado em nenhum dos dois cursos pode confirmar interesse em ficar na lista de espera e aguardar por uma vaga. Com isso, o Sisu deve ter apenas uma rodada.

É preciso ficar atento ao período definido pela universidade para a entrega de documentos obrigatórios para a matrícula.