Casal teria vendido bebê por R$ 50 para comprar crack no Rio Grande do Sul

Porto Alegre – Um bebê de 5 meses que teria sido entregue pelos pais, suspostos usuários de crack, em troca de R$ 50 foi localizado por policiais de Passo Fundo, no interior do Rio Grande do Sul. Segundo informações divulgadas neste sábado pela Polícia Civil, a criança foi encaminhada para uma casa de acolhimento. Ainda …

18/01/2011 13:43



Porto Alegre – Um bebê de 5 meses que teria sido entregue pelos pais, suspostos usuários de crack, em troca de R$ 50 foi localizado por policiais de Passo Fundo, no interior do Rio Grande do Sul. Segundo informações divulgadas neste sábado pela Polícia Civil, a criança foi encaminhada para uma casa de acolhimento.

Ainda segundo a polícia, uma denúncia anônima levou os agentes da Delecacia de Proteção à Criança e ao Adolescente até uma mulher que dizia ser a mãe do bebê. De acordo com a denúncia, ela havia afirmado à família estar grávida de um menino, mas apareceu em casa com uma menina aparentando 2 meses. A suspeita ainda teria afirmado que havia dado à luz em outra cidade.

A investigação teve acesso a fotos da mulher aparentando estar grávida, mas apurou que ela não estivera em trabalho de parto recentemente. A suspeita, então, disse aos policiais que soube de uma moradora do bairro Vila Jardim que, por ser dependente de drogas, queria entregar sua filha para alguém. A suspeita afirmou ter procurado a suposta usuária de drogas, que lhe entregou o bebê e perguntou se ela tinha algum dinheiro. A suspeita disse ter entregue R$ 50 à mulher.

Após estas informações, a polícia localizou os pais biológicos da menina. Segundo os policiais, a mãe acusou o companheiro de ter dado a criança e, em depoimento, o homem assumiu ter entregue o bebê para um casal. Ele afirmou que a mulher não tinha condições de criar a menina porque vivia sob efeito de drogas e álcool.

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o que aconteceu. Até o momento, ninguém foi preso.