Inscrições do Sisu continuam abertas; vítimas do Rio têm atendimento diferenciado

As inscrições do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) continuam abertas nessa terça-feira (18), depois da prorrogação do prazo estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação). O ministério definiu que os estudantes terão até quinta-feira (20) para entrar na disputa pelas mais de 83 mil vagas em universidades federais e institutos de educação cadastrados no sistema. Os …

18/01/2011 09:29



As inscrições do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) continuam abertas nessa terça-feira (18), depois da prorrogação do prazo estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação). O ministério definiu que os estudantes terão até quinta-feira (20) para entrar na disputa pelas mais de 83 mil vagas em universidades federais e institutos de educação cadastrados no sistema.
Os estudantes na região serrana do Rio de Janeiro estão tendo atendimento diferenciado, com acesso gratuito à internet e bolsa de R$ 350 mensais caso sejam selecionados pelo Sisu. O site do sistema permite que os vestibulandos usem a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para concorrer a cursos universitários por todo o país.
O acesso está sendo realizado em LAN houses das principais cidades da área, além dos campi do Cefet (Centro Federal de Tecnologia), do IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) e do IFF (Instituto Federal Fluminense).
Mais de 9.500 estudantes de escolas da região fizeram  a prova do Enem e estão aptos a concorrer pelo Sisu. Veja os locais onde os  alunos poderão acessar a internet:
Teresópolis
Avenida Oliveira Botelho, 87
Nova Friburgo
Rua Alberto Braune, 227
Petropólis
Rua do Imperador, 971 (no Cefet, prédio do antigo fórum)
Outros locais
Veja uma lista dos locais de acesso
Lentidão no Sisu
Na segunda-feira (17), o sistema ficou instável e apresentou lentidão, chegando a ser retirado do ar pelo MEC por volta de 20h, para manutenção. O ministério afirma que o acesso ao site deve ser normalizado nesta quarta-feira.
O maior problema enfrentado na noite de ontem foi o vazamento dos dados dos estudantes. Candidatos que navegaram no Sisu conseguiram acessar sem problemas as informações de outros alunos, também inscritos no sistema.
Um dos candidatos, de nome Fábio, entrou em contato com o R7 e enviou reproduções do site do sistema. É possível conferir nome, e-mail, telefone, número de inscrição no Enem e pontuação de outro estudante, do interior de Minas Gerais, que tenta vaga no curso de medicina da UFPR (Universidade Federal do Paraná).
Os dados foram acessados pela brecha de segurança contida no Sisu. Era possível alterar dados cadastrais e inclusive o curso escolhido pelo segundo estudante, que acabou tendo os dados acessados involuntariamente pelo primeiro aluno.
O MEC admitiu o problema, mas disse que o erro já foi corrigido.
ProUni
Por conta da prorrogação do Sisu, o ProUni (Programa Universidade para Todos) também foi adiado – as inscrições começam apenas na sexta-feira (21). O ministério afirma que os sites dos dois sistemas não podem estar abertos ao mesmo tempo.
Os interessados em concorrer a uma bolsa de estudos em instituições particulares de ensino superior deverão se inscrever na página do ProUni ou no MEC (Ministério da Educação) até a terça-feira, dia 25.
Serão oferecidas 123 mil bolsas de estudo no primeiro semestre, sendo 80,4 mil benefícios integrais e 42,6 mil de 50% da mensalidade. O programa paga total ou parcialmente a mensalidade de estudantes em faculdades particulares que participam do ProUni.
Para concorrer a uma bolsa, o estudante precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública e obtido no mínimo 400 pontos na média entre as cinco notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010, além de atender a critérios de renda.
As bolsas integrais são destinadas aos alunos cujos pais têm renda de R$ 810 (um salário e meio) por membro da família. Já as bolsas parciais são para os candidatos cuja renda familiar mensal é R$ 1.620 (três salários mínimos).

As inscrições do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) continuam abertas nessa terça-feira (18), depois da prorrogação do prazo estabelecido pelo MEC (Ministério da Educação). O ministério definiu que os estudantes terão até quinta-feira (20) para entrar na disputa pelas mais de 83 mil vagas em universidades federais e institutos de educação cadastrados no sistema.
Os estudantes na região serrana do Rio de Janeiro estão tendo atendimento diferenciado, com acesso gratuito à internet e bolsa de R$ 350 mensais caso sejam selecionados pelo Sisu. O site do sistema permite que os vestibulandos usem a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para concorrer a cursos universitários por todo o país.
O acesso está sendo realizado em LAN houses das principais cidades da área, além dos campi do Cefet (Centro Federal de Tecnologia), do IFRJ (Instituto Federal do Rio de Janeiro) e do IFF (Instituto Federal Fluminense).
Mais de 9.500 estudantes de escolas da região fizeram  a prova do Enem e estão aptos a concorrer pelo Sisu. Veja os locais onde os  alunos poderão acessar a internet:
TeresópolisAvenida Oliveira Botelho, 87
Nova FriburgoRua Alberto Braune, 227
PetropólisRua do Imperador, 971 (no Cefet, prédio do antigo fórum)
Outros locaisVeja uma lista dos locais de acesso
Lentidão no Sisu
Na segunda-feira (17), o sistema ficou instável e apresentou lentidão, chegando a ser retirado do ar pelo MEC por volta de 20h, para manutenção. O ministério afirma que o acesso ao site deve ser normalizado nesta quarta-feira.
O maior problema enfrentado na noite de ontem foi o vazamento dos dados dos estudantes. Candidatos que navegaram no Sisu conseguiram acessar sem problemas as informações de outros alunos, também inscritos no sistema.
Um dos candidatos, de nome Fábio, entrou em contato com o R7 e enviou reproduções do site do sistema. É possível conferir nome, e-mail, telefone, número de inscrição no Enem e pontuação de outro estudante, do interior de Minas Gerais, que tenta vaga no curso de medicina da UFPR (Universidade Federal do Paraná).
Os dados foram acessados pela brecha de segurança contida no Sisu. Era possível alterar dados cadastrais e inclusive o curso escolhido pelo segundo estudante, que acabou tendo os dados acessados involuntariamente pelo primeiro aluno.
O MEC admitiu o problema, mas disse que o erro já foi corrigido.
ProUni
Por conta da prorrogação do Sisu, o ProUni (Programa Universidade para Todos) também foi adiado – as inscrições começam apenas na sexta-feira (21). O ministério afirma que os sites dos dois sistemas não podem estar abertos ao mesmo tempo.
Os interessados em concorrer a uma bolsa de estudos em instituições particulares de ensino superior deverão se inscrever na página do ProUni ou no MEC (Ministério da Educação) até a terça-feira, dia 25.
Serão oferecidas 123 mil bolsas de estudo no primeiro semestre, sendo 80,4 mil benefícios integrais e 42,6 mil de 50% da mensalidade. O programa paga total ou parcialmente a mensalidade de estudantes em faculdades particulares que participam do ProUni.
Para concorrer a uma bolsa, o estudante precisa ter cursado todo o ensino médio em escola pública e obtido no mínimo 400 pontos na média entre as cinco notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2010, além de atender a critérios de renda.
As bolsas integrais são destinadas aos alunos cujos pais têm renda de R$ 810 (um salário e meio) por membro da família. Já as bolsas parciais são para os candidatos cuja renda familiar mensal é R$ 1.620 (três salários mínimos).