Economia deve continuar em crescimento

Neste primeiro semestre, a atividade econômica continuará em ritmo de aceleração, segundo o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica, divulgado nesta segunda-feira (24), que antevê, em um horizonte de seis meses, em que patamar se encontrará a economia brasileira. O indicador de novembro registrou ligeira alta de 0,1%, ao atingir o valor de …

24/01/2011 11:20



Neste primeiro semestre, a atividade econômica continuará em ritmo de aceleração, segundo o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica, divulgado nesta segunda-feira (24), que antevê, em um horizonte de seis meses, em que patamar se encontrará a economia brasileira.
O indicador de novembro registrou ligeira alta de 0,1%, ao atingir o valor de 100,9 – esta é a sexta alta seguida. Quando está em nível superior a 100, o indicador aponta que o ritmo de crescimento tenderá a exibir uma trajetória de aceleração nos próximos meses.
Desaquecimento
De acordo com a Serasa, ainda que medidas estejam sendo adotadas no sentido de controlar o crédito e o consumo, a fim de conter o aumento da inflação, elas só surtirão efeito na atividade econômica no final deste primeiro semestre.
Segundo os analistas da instituição a restrição à concessão de crédito determinada pelo Banco Central em dezembro, o ciclo de elevação da taxa Selic e os esforços do Governo em conter os gastos públicos devem reduzir o ritmo de crescimento da economia.
Sobre a pesquisa
O Indicador Serasa Experian de Perspectiva pretende antever, em um período de seis meses, em que fase do ciclo estarão algumas variáveis econômicas, como atividade econômica, concessões reais de crédito aos consumidores e às empresas, e inadimplência da pessoa física e jurídica.

Neste primeiro semestre, a atividade econômica continuará em ritmo de aceleração, segundo o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Atividade Econômica, divulgado nesta segunda-feira (24), que antevê, em um horizonte de seis meses, em que patamar se encontrará a economia brasileira.
O indicador de novembro registrou ligeira alta de 0,1%, ao atingir o valor de 100,9 – esta é a sexta alta seguida. Quando está em nível superior a 100, o indicador aponta que o ritmo de crescimento tenderá a exibir uma trajetória de aceleração nos próximos meses.
DesaquecimentoDe acordo com a Serasa, ainda que medidas estejam sendo adotadas no sentido de controlar o crédito e o consumo, a fim de conter o aumento da inflação, elas só surtirão efeito na atividade econômica no final deste primeiro semestre.
Segundo os analistas da instituição a restrição à concessão de crédito determinada pelo Banco Central em dezembro, o ciclo de elevação da taxa Selic e os esforços do Governo em conter os gastos públicos devem reduzir o ritmo de crescimento da economia.
Sobre a pesquisaO Indicador Serasa Experian de Perspectiva pretende antever, em um período de seis meses, em que fase do ciclo estarão algumas variáveis econômicas, como atividade econômica, concessões reais de crédito aos consumidores e às empresas, e inadimplência da pessoa física e jurídica.