Governo vai construir 44 mil casas até 2014

Até 2014 o programa de habitação de Mato Grosso vai construir 44 mil moradias num investimento total de R$ 720 millhões, parceria entre os governos federal e estadual, sendo que o Executivo vai entrar com um terço desse montante distribuído ao longo do período. A meta foi apresentada pelo secretário de Cidades do Estado (Secid), …

25/01/2011 16:33



Até 2014 o programa de habitação de Mato Grosso vai construir 44 mil moradias num investimento total de R$ 720 millhões, parceria entre os governos federal e estadual, sendo que o Executivo vai entrar com um terço desse montante distribuído ao longo do período. A meta foi apresentada pelo secretário de Cidades do Estado (Secid), Ernandy Maurício Baracat de Arruda, o Nico Baracat, durante entrevista concedida à jornalista Luzimar Collares no programa Bom Dia Mato Grosso, da TV Centro América, afiliada da Rede Globo, na manhã desta terça-feira (25.01).

A Secid foi criada em dezembro de 2010 e faz parte do plano de reestruturação do segundo mandato do Governo Silval Barbosa. Responsável pela pasta recém-nascida, Nico Baracat disse que ainda está organizando a Secretaria e montando a equipe. “Estamos conhecendo as nossas demandas e planejando as nossas atividades”. A pasta terá de desenvolver e implementar as políticas públicas dos setores de habitação, saneamento urbano e coordenação das regiões metropolitanas. A Secretaria vai atuar também junto a obras relacionadas à Copa de 2014 e ao Plano de Aceleração do Crescimento (PAC).

Outro campo de trabalho é junto à Vice-Governadoria, principalmente nos assuntos ligados à Defesa Civil. Baracat contou que recentemente visitou com o vice-governador, Francisco Daltro, áreas de risco de alagamento em Cuiabá e Várzea Grande. Nessa linha, serão entregues no mês de fevereiro 70 residências aos moradores do bairro Praeirinho, em Cuiabá. As casas foram construídas pelo Programa de Subsídio Habitacional de Interesse Social (PSH). O secretário explicou que o planejamento do segmento habitação está mais adiantado já que é uma área que teve grande investimento na gestão anterior.

Ele esclareceu que existe uma determinação do governador Silval Barbosa para a identificação das áreas de risco e construção de habitação para os moradores desses locais. Esse trabalho deve envolver desapropriações, pois o objetivo é transformar estes espaços em áreas públicas como praças e parques, evitando a reincidência do problema. O secretário já tem se reunido com os prefeitos de Cuiabá e Várzea Grande para tratar dessa demanda.