Mercado espera inflação mais alta em 2011

O custo de vida para o brasileiro deverá ser mais alto que o esperado neste ano. Analistas do mercado financeiro elevaram as previsões para os principais indicadores de inflação em 2011, segundo o boletim Focus, do Banco Central – elaborado a partir de consultas a especialistas do setor privado. O documento foi divulgado nesta segunda-feira …

07/02/2011 09:11



O custo de vida para o brasileiro deverá ser mais alto que o esperado neste ano. Analistas do mercado financeiro elevaram as previsões para os principais indicadores de inflação em 2011, segundo o boletim Focus, do Banco Central – elaborado a partir de consultas a especialistas do setor privado. O documento foi divulgado nesta segunda-feira (7).

O IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), usado pelo BC para controlar a meta de inflação, deverá ficar em 5,66% neste ano – contra previsão anterior de 5,64%. Para o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), usado no reajuste de contratos de aluguel, a previsão é de 6% (a previsão anterior era de 5,96%).

Para o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) da Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), que apura os preços no município de São Paulo, a estimativa agora é de 5,43% – muito acima dos 4,96% previstos uma semana antes.

Para o PIB a (Produto Interno Bruto, soma das riquezas produzidas por um país), a previsão é de crescimento de 4,6% neste ano, a mesma da semana passada. Para 2010, as estimativas são de um crescimento de 7,6%.

A expectativa para a Selic em 2011 ficou em 12,5%, inalterada em relação à estimativa de uma semana antes.