Jovem com doença rara morre minutos após o primeiro beijo

Uma jovem de 18 anos morreu na Grã-Bretanha, logo após dar o primeiro beijo em seu namorado. De acordo com o inquérito policial, Jemma Benjamin faleceu enquanto olhava seu namorado, Daniel Ross de 21 anos. O inquérito ainda aponta que Jemma morreu devido uma rara doença chamada Síndrome da Morte Súbita por Arrítimia (SMSA). Apesar …

10/02/2011 18:15



Uma jovem de 18 anos morreu na Grã-Bretanha, logo após dar o primeiro beijo em seu namorado. De acordo com o inquérito policial, Jemma Benjamin faleceu enquanto olhava seu namorado, Daniel Ross de 21 anos. O inquérito ainda aponta que Jemma morreu devido uma rara doença chamada Síndrome da Morte Súbita por Arrítimia (SMSA). Apesar da morte ter ocorrido em abril de 2009 a investigação só acabou nesta quinta-feira. As informações são do site britânico Daily Mail.

A doença que leva há morte 500 pessoas na Grã-Bretanha a cada ano é provocada por arritmias cardíacas que levam a uma significativa queda do desempenho cardíaco. Assim ocorre falta de sangue no cérebro que por sua vez é muito sensível a falta de oxigênio e faz com que a pessoa perca a consciência.

Em entrevista ao site, Daniel disse que é amigo de Jemma e a conheceu a cerca de três meses antes do beijo. Daniel relatou que tentou desesperadamente salva-lá antes que os paramédicos chegassem ao local, mas não foi possível. O fato ocorreu na casa do jovem.

Ele ainda relatou que alguns minutos após o beijo as pálpebras da jovem começaram a se fechar e sua boca começou a espumar. Ele telefonou para emergência e recebeu intruções de primeiros socorros mas foi incapaz de reanimar Jemma.

Durante a audiência que investiga o caso, a mãe da jovem disse que ela era esportista, nadava e jogava hóquei. Um exame de autopsia não constatou a causa da morte em 2009, fazendo com que o caso continuasse sendo investigado. A mãe de Jemma está montando uma organização para alertar jovens sobre a doença rara.

Normalmente a síndrome acomete bebês e mães que estão amamentando, sendo rara em jovens e adultos.