Corpo de Bombeiros de Mato Grosso ganha 85 novos soldados

O secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, conheceu, na manhã desta sexta-feira (11.02), os 85 soldados do Corpo de Bombeiros Militar aprovados no último Concurso Público de Mato Grosso, que participam do Curso de Formação de Soldados da corporação. A solenidade de apresentação aconteceu no 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, …

11/02/2011 16:53



O secretário de Estado de Segurança Pública, Diógenes Curado Filho, conheceu, na manhã desta sexta-feira (11.02), os 85 soldados do Corpo de Bombeiros Militar aprovados no último Concurso Público de Mato Grosso, que participam do Curso de Formação de Soldados da corporação.

A solenidade de apresentação aconteceu no 1º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar, em Cuiabá, e contou com a presença do comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel BM Alexandre Coronel, comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Osmar Lino Farias, entre outras autoridades.

A passagem dos novos soldados pelo curso de formação marca a última etapa do concurso público, antes da posse. A capacitação tem a duração de 800 horas/aula e tem o objetivo de formar e dar condições de exercício das atribuições inerentes a função de soldado bombeiro militar. Segundo o comandante geral da instituição, a formatura está programa para o final deste semestre.

A grade curricular do curso é formada por 12 áreas de estudo: Sistemas e Instituições de Segurança Pública, Violência, Crimes e Controle Social, Cultura e Conhecimentos Jurídicos, Gestão de Conflito, Valorização Profissional e Saúde do Trabalhador de Segurança Pública, Comunicação, Informação e Tecnologias em Segurança Pública, Cotidiano e Prática Reflexiva, Funções Técnicas de Segurança Pública, Prevenção e Combate a incêndio, Proteção, Busca e Salvamento e Instrução Geral.

Para o comandante do Corpo de Bombeiros, a inclusão desses alunos é muito importante para a corporação. “O Corpo de Bombeiros recebe os novos soldados de braços abertos. O nosso objetivo é formar o maior número possível de alunos. Temos que crescer muito até a Copa de 2014”, disse.

Diógenes Curado lembrou que inicialmente o curso estava previsto para 60 soldados, porém foi possível ampliar o número de vagas. “Realmente ainda é pouco. Precisamos fazer mais inclusões. O Governo tem feito esforço para ampliar a corporação. As instituições necessitam que sejam estruturadas, porque é dessa forma que damos resposta para a sociedade”, disse.