Movimento cresce 20% e supera a capacidade

Em janeiro 214,471 mil passageiros passaram pelo Aeroporto Marechal Rondon, alta de 20,47% em relação ao primeiro mês de 2010, quando 178,020 mil pessoas embarcaram e desembarcaram. Nos últimos 5 anos a Infraero registrou evolução de 188% no trânsito de viajantes. Em janeiro de 2006, 74,277 mil pessoas passaram pelo principal aeroporto de Mato Grosso …

11/02/2011 09:47



Em janeiro 214,471 mil passageiros passaram pelo Aeroporto Marechal Rondon, alta de 20,47% em relação ao primeiro mês de 2010, quando 178,020 mil pessoas embarcaram e desembarcaram. Nos últimos 5 anos a Infraero registrou evolução de 188% no trânsito de viajantes. Em janeiro de 2006, 74,277 mil pessoas passaram pelo principal aeroporto de Mato Grosso e nos anos seguintes o crescimento foi, em média, de 25%.

O acesso às passagens aéreas é apontado pelos representantes do setor como consequência do crescimento no número de empresas atuando no país. Além da maior oferta de bilhetes, melhores condições de pagamento e as mudanças na economia brasileira permitiram que as classes C e D tivessem oportunidade de consumir produtos e serviços antes restritos às classes mais abastadas.

A gerente da CVC Viagens, Maria Olinda Palma, explica que voar ficou mais fácil nos últimos anos e que a possibilidade de comprar passagens com pagamento dividido, promoções realizadas pelas companhias aéreas e a presença de empresas mais populares que possuem menos serviços agregados possibilitaram o incremento no volume. “O público que antes não tinha condições de comprar um tíquete aéreo, agora pode pagar até com boleto bancário. Esta forma de pagamento, por exemplo, foi uma inovação da CVC que popularizou as passagens”.

Na Ametur Turismo, a agente de viagens Dalva Gonçalves também ressalta as variações no meio de pagamento como um dos principais motivos para a maior movimentação nos aeroportos. Além disso, o crescimento da Capital mato-grossense é outro fator citado pela profissional para justificar o movimento. “Cuiabá é sede de muitas empresas e consequentemente, o endereço de reuniões, negócios e eventos que atraem muitas pessoas. Com a advento da Copa então, há uma tendência ainda maior de novas instalações e assim mais visitantes”.

Com relação ao incremento de 20% em janeiro deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado, o proprietário da Confiança Turismo, Euvécio Cunha, explica que as passagens utilizadas no período começaram a ser adquiridas a partir de outubro do ano passado. “As pessoas anteciparam as compras e no final do ano houve um maior volume de vendas que resultou neste movimento expressivo em janeiro”.

Em 2010, o Aeroporto Marechal Rondon registrou um movimento total de 2,138 milhões pessoas, cerca de 30% a mais que a circulação total em 2009, que encerrou com 1,671 milhão. A infraestrutura, porém, não corresponde ao ideal para suportar essa quantidade de passageiros. Segundo a Agência Nacional da Aviação Civil (Anac), a capacidade seria de 1 milhão. Por conta da deficiência no atendimento aos usuários elegeram o aeroporto estadual como o segundo pior do país, perdendo apenas para o Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia. A avaliação foi feita pelo site da agência nacional e serve como indicador para as melhorias.

No final de janeiro, a empresa que venceu a licitação para a realização da reforma, Globo Engenharia recebeu a ordem de serviço para início dos trabalhos de elaboração do projeto. A empresa tem um prazo de 180 dias para a entrega para depois serem iniciadas as obras.