Só duas de 56 faculdades tiram nota máxima em ranking de ensino a distância

De 56 instituições particulares de ensino que oferecem cursos de graduação à distância no Brasil, só duas obtiveram a nota máxima em um ranking preparado pela ABE-EAD (Associação Brasileira dos Estudantes de Educação à Distância). Em uma escala de um a cinco pontos, a FGV (Fundação Getulio Vargas) e a AIEC (Associação Internacional de Educação Continuada) …

20/02/2011 10:19



De 56 instituições particulares de ensino que oferecem cursos de graduação à distância no Brasil, só duas obtiveram a nota máxima em um ranking preparado pela ABE-EAD (Associação Brasileira dos Estudantes de Educação à Distância).

Em uma escala de um a cinco pontos, a FGV (Fundação Getulio Vargas) e a AIEC (Associação Internacional de Educação Continuada) ficaram com a primeira e a segunda posição no ranking, respectivamente. Ambas obtiveram nota cinco.

Foram ouvidos 15.012 estudantes das faculdades e centros universitários avaliados pelo estudo. Cada um deles respondeu a um questionário com 40 perguntas sobre a qualidade do ensino adquirido – a ABE-EAD não levou em consideração a metodologia das aulas dadas, nem o número de alunos em cada curso.

Ricardo Holz, presidente da associação, explica que as perguntas foram direcionadas exclusivamente à opinião dos estudantes. Entre os pontos avaliados estão: a qualidade dos cursos, o material usado nas aulas, o sentimento de aprendizado real ou a falta desse sentimento, e, principalmente, a rapidez dos professores para responder as dúvidas dos estudantes – geralmente por e-mail.

Segundo Holz, a demora na resposta é “o maior problema da EaD (Educação à Distância)”.

– Tem professor que demora três dias para responder [à pergunta do estudante]. Se o aluno não recebe logo a explicação de uma dúvida, ele logo se desmotiva. Por isso, é um ponto muito importante.

Ranking das melhores universidades em cursos à distância

Instituição de ensinoNota GeralNota final (padronizada)Posição
FGV4.9151
AIEC4.7552
Cesumar4.7043
Unisul4.6944
Uninter4.6845
PUC*4.6746
Uniasselvi4.6547
Claretiano4.6348
Metodista4.6249
COC4.61410
Unopar4.52411
Anhanguera4.31412
UCDB4.30413
FGF4.25414
Castelo Branco4.21415
Unifacs4.19416
CBTA / INED4.17417
UVB**4.16418
A Vez do Mestre4.14419
Universidade Caxias do Sul4.13420
OPET4.11421
Universidade Braz Cubas4.09422
Universidade do Contestado4.08423
Uniube4.05424
Unisinos4.04425
Universo4.02426
Sociesc3.99427
Unisa3.98428
Uniararas3.95429
Fapi3.92430
Unaerp3.90431
Unijorge3.84432
Unifran3.83433
Unigran3.79434
Unijuí3.78435
Fead3.49336
UNIPAR3.38337
Insep3.37338
Unincor3.34339
Unipar3.31340
Unis3.22341
Unoesc3.20342
Estácio de Sá3.12343
Uniceuma3.01344
Unitau2.99345
Univale2.91346
Facam2.89347
Fares2.86348
Fael2.85349
Unitau2.82350
Finom2.79351
Fumes2.76352
Unimes2.28253
FTC2.11254
Unicid1.73155
Ulbra1.72156

* Em razão de terem obtido a mesma pontuação, a PUC-SP, a PUC-Rio e a PUC-Minas foram agrupadas como PUC.
** Foram avaliadas as instituições de ensino que fazem parte do consórcio UVB (Universidade Virtual Brasileira): Anhembi Morumbi, Veiga de Almeida, Unimonte, Unama e Universidade Potiguar.

Segunda vez

A pesquisa foi realizada entre 1º de julho e 29 de outubro de 2010, em todos os Estados brasileiros. É a segunda vez que os alunos dos cursos à distância de de universidades credenciadas pelo MEC (Ministério da Educação) são avaliados – a primeira pesquisa foi divulgada em 2009.

Os cursos à distância de instituições públicas ficaram de fora, mas devem ser avaliados em 2011, segundo Holz. A pesquisa revelou que quase 59% das instituições foram avaliadas como boas (nota 4); 28% estão no nível satisfatório (nota 3); e 7% são ruins ou péssimas (notas 2 e 1).

Nas duas últimas posições estão a Unicid (Universidade Cidade de São Paulo) e a Ulbra (Universidade Luterana do Brasil), com notas gerais 1,73 e 1,72, respectivamente.

Método

Para Vicente Nogueira Filho, diretor da AIEC, o ranking “não é válido” quem pretende estudar à distância. Com exceção da FGV – ambas as instituições trabalham com atendimento 100% online e provas presenciais – todas as outras 54 instituições avaliadas usam o mesmo sistema de ensino, diz Nogueira Filho, “que é o da Unopar (Universidade Norte do Paraná)”.

– Essa é a metodologia que representa a quase totalidade desse tipo de ensino [à distância]. Parece impossível, mas o curso de administração dessa universidade [a Unopar] obteve nota 3 no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

Elisa Maria de Assis, pró-reitora da Unopar, rebate as criticas do presidente da AIEC e afirma que o método usado pela universidade é “um modelo consolidado, validado pelo MEC”. Ela ressalta que os alunos de cursos à distância são distribuídos em salas com no máximo 50 pessoas. Eles assistem às aulas por sátélite ao vivo e podem tirar dúvidas em tempo real, além do conteúdo transmitido pela web.

– A nota 3 no Enade é uma nota satisfatória; os conceitos 1 e 2 é que são ruins. Quando você tem um número maior de alunos [a Unopar é a maior universidade de EaD em número de estudantes matriculados] é normal que a média não seja tão alta.

Ricardo Holz frisa que apenas as opiniões dos alunos são consideradas na pesquisa, ” e não o método utilizado” pelas instituições para as aulas de ensino à distância.

– Nós ouvimos os estudantes, procuramos saber o que eles acham do curso que fazem, se acham que estão aprendendo ou não. Ninguém melhor do que o estudante para saber.