AL discutirá com Silval nova ‘Agecopa’

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), e o primeiro-secretário, Sérgio Ricardo (PR), defendem que o modelo organizacional da Agecopa deve ser aperfeiçoado. Eles irão propor uma reunião entre os deputados e o governador Silval Barbosa (PMDB) para que o tema seja discutido entre Executivo e Legislativo. Diferente da proposta do deputado Emanuel …

24/02/2011 08:16



O presidente da Assembleia Legislativa, deputado José Riva (PP), e o primeiro-secretário, Sérgio Ricardo (PR), defendem que o modelo organizacional da Agecopa deve ser aperfeiçoado. Eles irão propor uma reunião entre os deputados e o governador Silval Barbosa (PMDB) para que o tema seja discutido entre Executivo e Legislativo.

Diferente da proposta do deputado Emanuel Pinheiro (PR), que sugere a extinção da Agecopa para que seja criada uma secretaria de Estado para cuidar dos assuntos do Mundial que terá Cuiabá como subsede em 2014. O republicano afirma que o modelo adotado em Mato Grosso está defasado. Com uma secretaria vinculada diretamente ao governo, ele acredita que os projetos teriam mais celeridade.

Embora afirmem que não concordam com a proposta de Pinheiro, eles também se mostram descontentes com a gestão e defendem mudanças. A Agecopa é formada por seis diretores, sendo que um ocupa cargo de diretor-presidente. Os parlamentares são contra a extinção da Agencia, que funciona como uma autarquia do governo, porém acreditam que ela deve ser rediscutida, mas de uma forma coerente, junto com o governo, ajustando os pontos que não estão dando certo. “Temos que reunir os diretores, o governador e a Assembleia para estudar algumas alterações para melhorar o rendimento”, disse o Riva.

Numa declaração polêmica, Sérgio Ricardo afirmou que dos atuais diretores só existe um preparado para o cargo que exerce: o ex-deputado Roberto França, diretor de Comunicação da Agecopa.

Quando foi criada, há um ano e quatro meses, a composição dos diretores foi feita por indicação do governo (4 membros), da Assembleia (2 membros) e pela prefeitura de Cuiabá (1 membro). Os sete diretores foram sabatinados pela Assembleia antes da nomeação pelo governador.

O diretor-presidente era o ex-secretário do ex-governador Blairo Maggi (PR), Adilton Sachetti. Ele renunciou ao cargo em outubro do ano passado afirmando diversos problemas internos, inclusive por conta do modelo colegiado. Desde a saída de Sachetti, Yênes Magalhães, que assumiu como diretor de planejamento, assumiu a presidência.

A Agência é responsável pelo planejamento, execução, controle, fiscalização e coordenação dos projetos especiais do Governo destinados a viabilizar a Copa do Mundo em Mato Grosso. O governador participa de reuniões na Agecopa toda segunda-feira de manhã para se inteirar dos assuntos e ajudar na execução.

A Assembleia Legislativa faz parte do conselho da Copa, porém Riva, que é o presidente da Assembleia, reclama que os diretores não convidam o Legislativo para participar dos trabalhos ou apresentam os resultados. “Nós estamos preocupados com as obras e o tempo para que tudo esteja pronto, o que é uma preocupação natural, por isso o pedido de rediscussão do trabalho”, disse o presidente.