China: Museu Nacional reabriu após quatro anos de obras

O Museu Nacional da China, resultante da fusão dos antigos museus da História e da Revolução, reabriu hoje após quatro anos de obras. Situada na parte oriental da Praça Tiananmen, o centro de Pequim, o renovado museu ocupa uma área de 191.900 metros quadrados, dividida por 49 salas de exposição. Mais de um milhão de …

01/03/2011 11:16



O Museu Nacional da China, resultante da fusão dos antigos museus da História e da Revolução, reabriu hoje após quatro anos de obras.
Situada na parte oriental da Praça Tiananmen, o centro de Pequim, o renovado museu ocupa uma área de 191.900 metros quadrados, dividida por 49 salas de exposição.

Mais de um milhão de peças, algumas das quais com dois e três mil anos, constituem o acervo do Museu.

Uma das peças mais valiosas é uma taça de bronze datada de há 3.500 anos, com 1,33 metros de altura e 833 quilogramas.

As obras, iniciadas em março de 2007, custaram 2.500 milhões de yuan (275 milhões de euros), disse a agencia noticiosa oficial chinesa.

O edifício original foi construído em 1959 para celebrar o 10º aniversário da Republica Popular da China.

Apenas três mil pessoas (duas mil das quais em visitas de grupo) serão admitidas diariamente no museu, diz o regulamento da instituição.