”Ovnis” são flagrados no céu de Cuiabá

Duas luzes que cruzaram o céu na região central de Cuiabá causaram espanto em um internauta. Diego Direne fotografou as luzes na noite do dia 10 de março de um apartamento na avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA). Segundo ele, as luzes se movimentavam de forma estranha.  O internauta disse que estava no apartamento …

15/03/2011 08:51



Duas luzes que cruzaram o céu na região central de Cuiabá causaram espanto em um internauta. Diego Direne fotografou as luzes na noite do dia 10 de março de um apartamento na avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA). Segundo ele, as luzes se movimentavam de forma estranha.

 O internauta disse que estava no apartamento quando viu uma luz bem forte, mas parada, por volta de meia-noite. “Achei que fosse um avião, mas outra luz surgiu devagar, ficou parada também e sumiu atrás dos prédios. Não entendi nada”, afirmou Diego, autor das fotos. O registro fotográfico mostra uma luz ao lado de um prédio e, na sequência, outra luz logo ao lado. Ele explica que as fotos foram tiradas do apartamento dele, na avenida do CPA, e os objetos estavam voando na direção do bairro Coxipó. Segundo Diego, as luzes não piscavam e os objetos não faziam barulho.

 “Depois de três minutos, a luz mais baixa voltou para a parte de trás do prédio e não a vimos mais. A outra foi sumindo entre as nuvens que se formaram naquele momento”, frisou Diego Direne. Logo depois começou a chover e as luzes não puderam ser mais vistas.

 O astrônomo amador Eduardo Baldaci levanta algumas possibilidades para o avistamento. E descarta outras. Segundo ele, naquela noite e horário só haveria um planeta brilhante: Saturno. Além disso, a estrela Sirius também estaria visível no céu. “A máquina não registra outras estrelas ao fundo e uma máquina digital para registrar um corpo celeste precisa ficar com o obturador muito tempo aberto, o que não ocorre nesta foto”, explica Baldaci, ressaltando que nesse caso haveria sinais de superexposição, como rastros de estrela e excesso de luz.

 Desta forma, Baldaci afirma que a luz registrada pela câmera não é um corpo celeste nem um fenômeno celeste, como um meteorito. A hipótese da luz ser de um avião também foi descartada pelo astrônomo amador. “Aviões não voam tão próximos pois há risco de colisão. São duas luzes!”.

 Para Baldaci, a hipótese mais provável é que as tais luzes tenham sido helicópteros. “Se não tivermos esta confirmação, então podemos dizer que são ovnis (objetos voadores não identificados)”, concluiu o astrônomo amador.





Tags:
Variedades