Energia: Ingleses vão investir US$ 30 bi no Brasil

O valor representa cinco vezes mais do que os US$ 5 bilhões investidos pela companhia até hoje no país. O plano de investimentos foi apresentado ontem pelo presidente do conselho de administração da BG, Robert Wilson, à presidente Dilma Rousseff, em reunião no Palácio do Planalto. Entre esses investimentos, segundo Wilson, está a construção do …

16/03/2011 13:04



O valor representa cinco vezes mais do que os US$ 5 bilhões investidos pela companhia até hoje no país.

O plano de investimentos foi apresentado ontem pelo presidente do conselho de administração da BG, Robert Wilson, à presidente Dilma Rousseff, em reunião no Palácio do Planalto.

Entre esses investimentos, segundo Wilson, está a construção do centro global de tecnologia no Brasil, com investimentos de US$ 1,5 bilhão. A sede será no Rio de Janeiro, mas estão previstas parcerias em outros Estados.

“A companhia vai estabelecer seu centro global de tecnologia aqui no Brasil, sediado no Rio, mas esperamos trabalhar com outras instituições e universidades do Brasil”, disse Wilson após o encontro com a presidente.

Para além dos US$ 30 bilhões anunciados, Wilson prevê aumento nesse volume caso a companhia britânica, que já é parceira da Petrobras em campos na bacia de Santos (litoral de SP), ganhe direito de exploração de mais blocos na próxima rodada de licitações da ANP (Agência Nacional do Petróleo), fora da camada do pré-sal.

Fabio Barbosa

Num indicativo da importância do país nos negócios da empresa, a companhia anunciou ontem o executivo brasileiro Fabio Barbosa como o novo diretor financeiro.

Barbosa é ex-diretor financeiro da Vale e ex-secretário do Tesouro Nacional no governo Fernando Henrique Cardoso.

Ele assume o posto no dia 31 deste mês. Segundo Wilson, a indicação reflete “a importância do Brasil para o futuro da empresa”. De acordo com ele, a expectativa é que 30% da produção do grupo venha do Brasil em 2020.

Em 2010, o faturamento do BG Group foi de US$ 17,2 bilhões. O lucro operacional foi de US$ 5,6 bilhões, e o endividamento, de US$ 7 bilhões.