Mixto entra na fase do tudo ou nada

Dependendo apenas de si para se classificar para a próxima fase do Estadual, o Mixto se apresenta hoje, às 20h30, no Estádio Egídio Preima, em Sorriso, contra o time local depositando confiança nos novos reforços que chegaram. Quarto colocado do grupo, com oito pontos, a ordem no grupo é vencer ou vencer. A comissão técnica …

17/03/2011 07:28



Dependendo apenas de si para se classificar para a próxima fase do Estadual, o Mixto se apresenta hoje, às 20h30, no Estádio Egídio Preima, em Sorriso, contra o time local depositando confiança nos novos reforços que chegaram. Quarto colocado do grupo, com oito pontos, a ordem no grupo é vencer ou vencer. A comissão técnica entende que três pontos deixam a equipe em boa situação, sem depender do resultados de seus adversários.

“É matar ou morrer”, avisa Arildo Berdum, argumentando que não tem que se preocupar com outros clubes e sim fazer sua parte e jogar determinado a buscar um único objetivo: a vitória. O treinador comentou que a atual situação que atravessa a equipe é em razão dos péssimos resultados das últimas três rodadas, quando obteve um empate e duas derrotas, a mais recente, contra o Cuiabá, quando saiu na frente com gol de Kall, permitiu o empate no decorrer do jogo e sofreu o gol da derrota nos minutos finais da partida. “Não podemos marcar bobeira daqui para frente. A situação ainda não é delicada porque dependemos de nossas próprias pernas para buscar a classificação”.

Arildo não confirmou, mas, com problemas para definir a escalação em virtude de três jogadores contundidos, depende da regularização dos novatos que chegaram. “Tenho que contar com os jogadores que estão treinando e quem entrar vai ter de jogar com o amor ao clube, dando o máximo pelo resultado que queremos”, pontuou o treinador. Os reforços que chegaram – os argentinos Bianchi, Enzo Bruno e Juan Sosa – foram relacionados para viajar com a delegação.

A equipe só será definida no vestiário, momentos antes do jogo. “Não costumo anunciar a escalação antes. Vou procurar conversar com os jogadores e ver qual será a melhor opção”, argumenta Berdum.

Já no Sorriso, o técnico Eduardo Henrique tem pelo menos três desfalques certos. O meia Cleber, com três amarelos, e o ala Gil, lesionado, estão fora. Eduardo Henrique não anunciou os prováveis substitutos, mas adiantou que sua equipe precisa jogar determinada a buscar o resultado positivo diante do Mixto. O técnico, a exemplo de Arildo Berdum, espera contar com o reforço do atacante Leandro Paulista, que estava no Taquaritinga e se apresenta nesta semana. O Sorriso é o terceiro colocado com 10 pontos contra oito do Mixto, quarto colocado.

SORRISO

Wagnão; Gil, Baeza, Luis Henrique (Tarcísio) e Alemão; Matheus, Cleber, Fumaça (Alan) e Danielzinho; Vander e Robson (Vilsão). Técnico: Eduardo Henrique

MIXTO

Silva; Carlinhos, Ataliba, Kall e Rafael; Jefferson Silva (Elvis), Jean Carlos, Valderrama e Jefferson Lima; Ernandes (Flávio) e Juninho. Técnico: Arildo Berdum

Árbitro: Alinor Silva da Paixão:

Assistentes: Paulo César Silva Farias e Genival da Silva

Horário: 20h30

Local: Estádio Municipal Egídio José Preima, em Sorriso