Dia Mundial da Água: consumo consciente ajuda a reduzir a conta no fim do mês

 Para algumas pessoas, dizer que a água vai acabar soa algo apocalíptico. Porém, é preciso entender que isso não significa que os mananciais vão secar, mas à medida que os rios vão ficando cada vez mais poluídos, é maior a necessidade de “potalização”, ou seja, de tornar a água própria para consumo. O problema é …

22/03/2011 10:22



 Para algumas pessoas, dizer que a água vai acabar soa algo apocalíptico. Porém, é preciso entender que isso não significa que os mananciais vão secar, mas à medida que os rios vão ficando cada vez mais poluídos, é maior a necessidade de “potalização”, ou seja, de tornar a água própria para consumo.

O problema é que esse processo custa dinheiro, exigindo investimentos pesados dos governos, que serão repassados para o consumidor por meio da cobrança mais cara da água e até do fornecimento restrito.

Por conta disso, o consumo consciente desse recurso natural e finito é essencial para o bem-estar da Natureza e da sociedade. Assim, no Dia Mundial da Água, comemorado nesta terça-feira (22), conheça algumas mudanças que você pode adotar no seu cotidiano, reduzindo a conta no fim do mês!

1. Banho rápido e cidade abastecida De acordo com cálculos feitos pelo Instituto Akatu, se a metade dos 100 mil habitantes de uma cidade diminuísse o tempo do banho de 15 para 5 minutos, a água economizada em um ano seria suficiente para abastecer todos os moradores desse mesmo município durante cerca de sete meses.

Um dos benefícios dessa medida é que evita mais investimentos do Governo, que pode usar esse dinheiro para outros fins, como, por exemplo, educação e saúde.

2. Dentes limpos com a torneira fechada Se os moradores de Recife (1,5 milhão) escovassem os dentes três vezes ao dia com a torneira fechada, o líquido economizado em dois dias conseguiria abastecer todas as necessidades de água de um dia dos 397 mil moradores de Florianópolis.

As pessoas costumam pensar que fazer a sua parte não faz diferença, se os vizinhos não fizerem a deles. Mas isso não é verdade. Pegando o mesmo exemplo: se uma única pessoa sempre fechar a torneira nas três vezes que escovar o dente no dia, durante 73 anos, vai economizar quase 1 milhão de litros de água!

3. Bacia cheia d’água para lavar louça Ao lavar pratos, talheres, copos e panelas, utilize uma bacia cheia d’água para ensaboar a louça, só abrindo a torneira para o enxágue.

Se cinco famílias reduzirem o tempo da torneira ligada de 15 para 5 minutos nas três vezes que lavam louça no dia, durante vinte anos, seriam poupados 17,5 milhões de litros de água. A quantia é suficiente para suprir todas as necessidades de água de cinco pessoas durante toda a vida.

4. Da máquina de lavar roupa para a calçada! Uma máquina de lavar roupa com capacidade de 5 quilogramas usa 135 litros de água por lavagem. Se uma família usá-la duas vezes na semana, gastará 270 litros de água.

O que pouca gente conhece é que parte desse total, ao sair do enxágue, pode ser usada em outros pontos da casa que não precisam de água totalmente limpa, como a lavagem da calçada da sua casa. Se você fizer isso uma vez na semana, poupará 14 mil litros de água por ano.

Outra possbilidade é usar essa água para lavar motos e carros. Caso não queira reutilizar a água, outra possibilidade é lavar os veículos utilizando balde, em vez da mangueira.

5. Vegetarianismo e economia de água De acordo com a SVB (Sociedade Vegetariana Brasileira), dentre todas as indústrias, a criação maciça de animais para consumo humano é a que faz o uso mais ineficiente dos recursos hídricos. A carcinicultura (criação de camarões em cativeiro), por exemplo, consome de 50 a 60 litros d’água por quilo de camarão produzido, o que representa mais água doce que a irrigação da agricultura.

Eles ainda lembram que o Relatório Unesco para o Fórum Mundial da Água, de 2004, revelou a quantidade de água limpa usada, em média, para matar a sede de cada animal por dia:

Galinha: 0,1 litro

Peru: 0,2 litro

Bode: 8 litros

Porco: 15 litros

Boi: 35 litros

Vaca leiteira: 40 litros

Sem falar que 70% da água doce mundial vai para a agricultura e que mais da metade da produção agrícola alimenta os animais, que a quantidade de dejetos produzidos pelos bichos criados para consumo é lançada sem tratamento na terra e água, contaminando lençóis freáticos, rios e mares, e que o processo de abate também consome água em abundância. Por isso, os defensores dessa ideia acreditam que o vegetarianismo é a forma mais eficiente de economizar água.

Mudança de atitude e água para todos De acordo com o Instituto Akatu, hoje, são mais de 20 milhões de brasileiros sem acesso à água tratada, o que provoca doenças, principalmente nas crianças, e impede o desenvolvimento social e econômico das pessoas e comunidades afetadas pela falta de água de boa qualidade.

Por isso, mudanças simples nos hábitos cotidianos de consumo têm um impacto enorme. Se não conseguir fazer tudo que está listado neste texto, faça pelo menos um deles e contribua para que um recurso natural tão precioso como a água possa chegar a todos.

fonte: br noticias