Seminário informa sobre desapropriação de imóveis para Copa 2014

Acontece no próximo dia 27 de março o I Seminário Técnico sobre Desapropriação de imóveis para as obras da Copa 2014. O evento será no auditório de Cuiabá das 8h30 as 11h30. O endereço é a avenida XV de novembro no Porto. O evento contará com palestras de especialistas experientes nas áreas afins. Esta será …

24/03/2011 09:40



Acontece no próximo dia 27 de março o I Seminário Técnico sobre Desapropriação de imóveis para as obras da Copa 2014. O evento será no auditório de Cuiabá das 8h30 as 11h30. O endereço é a avenida XV de novembro no Porto.

O evento contará com palestras de especialistas experientes nas áreas afins. Esta será a grande oportunidade para que as dúvidas possam ser finalmente resolvidas, e soluções tomadas. O evento também conta com um blog que deve auxiliar as pessoas com informações específicas é o http://tonarotadadesapropriacao.blogspot.com/.

O advogado Bruno Boaventura alerta a todos aqueles que moram ou tem estabelecimentos comerciais na Av. do CPA, Av. da FEB, Av. Fernando Corrêa da Costa, Prainha ou Estrada da Guarita em Cuiabá para que fiquem atentos. “O prazo para a finalização das avaliações está acabando, logo será publicado o Decreto expropriatório e as notificações para desocupação baterão a porta. A decisão do que fazer deve ser preventiva, não se pode mais perder tempo”.

Ele pede para que as pessoas fiquem atentas aos direitos sobre as propriedades. “Não existe decisão segura a ser tomada dependendo exclusivamente daquilo que o Governo propagandeia. As informações do Governo estão desencontradas. O exemplo da questão dos locatários é sintomático. Ora a parte técnica do Governo anuncia que não pagará a indenização, e logo depois a parte política anuncia que pagará em parte a indenização”, frisa.

Para Boaventura cabe ao proprietário ou locatário montar uma estratégia com informações técnicas para que não venha a ter prejuízos. Toda uma vida de consolidação de um negócio ou de uma propriedade não pode ser colocada em risco por falta de informações.

fonte: Futebol-MT