Mais da metade dos brasileiros quer comprar um iPad, diz pesquisa

Mais da metade dos brasileiros gostaria de comprar o iPad, computador em formato de prancheta digital. A constatação vem de uma pesquisa da GfK que apontou que 57% dos entrevistados têm intenção de adquirir o aparelho eletrônico, se o preço for acessível. Segundo o levantamento, os mais interessados em comprar o iPad são jovens com …

29/03/2011 08:47



Mais da metade dos brasileiros gostaria de comprar o iPad, computador em formato de prancheta digital. A constatação vem de uma pesquisa da GfK que apontou que 57% dos entrevistados têm intenção de adquirir o aparelho eletrônico, se o preço for acessível.

Segundo o levantamento, os mais interessados em comprar o iPad são jovens com idade dos 18 a 24 anos, com 67% das intenções. Entre aqueles que têm de 55 anos a pretensão cai pela metade (37%).

Para o gerente da Unidade Business & Technology da GfK Brasil, Leonardo Melo, o estudo mostra que os mais jovens, como sempre costuma acontecer neste setor, se destacam na intenção de compra iPad.

“Eles estão mais ligados, conhecem mais eletrônicos e temas ligados à tecnologia, o que justifica não só o alto grau de conhecimento, como também o desejo de ter um eletrônico tão moderno como o iPad”, avalia.

Homens, mulheres e classe social

Ainda segundo a pesquisa, não há diferença entre os consultados do sexo feminino e do masculino: 57% comprariam o aparelho se o preço estivesse acessível. Mas revela diferenças regionais e socioeconômicas quando avaliada a pretensão de adquirir um iPad.

O interesse é maior entre os habitantes das regiões Norte e Centro-Oeste, 65%, e cai para 54% no Sudeste. O contraste é menor quando analisada a intenção de compra entre as classes sociais, que é de 57% entre os integrantes das classes AB, e de 55% das classes C e D.

O estudo da GfK foi realizado em janeiro deste ano e ouviu 1 mil pessoas, a partir dos 18 anos, em nove regiões metropolitanas (Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza, Belém) e três capitais (Brasília, Goiânia e Manaus).

fonte: E BAND